Mercados

Yuan chega a maior patamar desde 2018 com apetite por risco

Bancos estão suspendendo hipotecas para compradores para tentar reanimar e fortalecer o setor imobiliário no país

Moeda deve ser testada nos próximos dias com especulações de que o banco central relaxe a política monetária
Por Chester Yung e Tania Chen
18 de Fevereiro, 2022 | 01:31 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O yuan offshore da China subiu para o nível mais forte em quatro anos, à medida que as negociações planejadas entre a Rússia e os Estados Unidos sobre a Ucrânia impulsionaram os ativos de risco. Reportagens da mídia sobre as medidas para impulsionar o estagnado setor imobiliário da China aumentaram o rally.

O yuan offshore se fortaleceu em até 0,3%, chegando a 6,3182 por dólar, o nível mais forte desde maio de 2018. O Bloomberg Dollar Spot Index caiu, levando sua queda nesta semana para 0,5%. Bancos em várias cidades chinesas cortaram os pagamentos de hipotecas para alguns compradores para apoiar o setor imobiliário e conter uma desaceleração no crescimento, informou a mídia local.

Ver mais: Crise imobiliária na China está ainda mais grave após um ano

“O avanço do yuan deve ser tolerado desde que não seja uma especulação de mão única, com base em padrões recentes de correção”, disse Qi Gao, analista de câmbio do Scotiabank (BNS). As notícias sobre as medidas imobiliárias também ajudaram a moeda chinesa, disse ele, acrescentando que o yuan offshore pode chegar a 6,3 por dólar nas próximas semanas.

PUBLICIDADE
Yuan offshore ganha maior força desde 2018dfd

O yuan offshore acumula alta de 0,6% em relação ao dólar este ano, mesmo com a queda na vantagem dos rendimentos da China sobre os EUA devido a uma divergência na política monetária. A força da moeda pode ser testada nos próximos dias em meio a especulações de que o banco central deve relaxar novamente sua política monetária depois que seu presidente do Yi Gang disse na quarta-feira (16) que a política monetária permanecerá acomodatícia e flexível.

A correção monetária diária do Banco Popular da China está amplamente alinhada com as estimativas em 2022, exceto em 7 de fevereiro, quando o banco central estabeleceu a taxa de referência 252 pontos-base mais fraca que a previsão média – sendo esse o valor mais distante das estimativas dos analistas desde 2018.

O yuan onshore subiu 0,2%, chegando a 6,3247 por dólar, o maior desde 26 de janeiro.

--Com a colaboração de Wenjin Lv.

PUBLICIDADE

--Este texto foi traduzido por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE