Internacional

Rússia enviou mais 7 mil soldados para fronteira com Ucrânia, dizem EUA

O Kremlin negou a informação e disse que mais tropas estavam retornando às suas bases

Rússia anuncia retirada de parte das tropas da fronteira com a Ucrânia
Por Bloomberg News
16 de Fevereiro, 2022 | 09:19 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Os EUA informaram que até 7 mil soldados russos foram adicionados aos mais de 100 mil já próximos às fronteiras com a Ucrânia, rejeitando declarações russas de que teriam começado a retirar algumas das tropas do local.

As observações de autoridades dos EUA seguiram comentários anteriores do secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, de que não há provas de retirada de contingente militar e que a Rússia parecia estar mantendo sua presença no local.

O Kremlin negou a informação e afirmou que mais tropas estavam retornando às suas bases depois que algumas manobras terminaram na Crimeia, que a Rússia anexou em 2014.

Separadamente, o presidente dos EUA, Joe Biden, conversou com o chanceler alemão Olaf Scholz antes de uma cúpula de emergência de líderes europeus sobre a Ucrânia marcada para quinta-feira. Os ministros das Relações Exteriores do Grupo dos Sete se reunirão pessoalmente em Munique no sábado.

PUBLICIDADE

Biden e Scholz discutiram “o contínuo aumento militar da Rússia nas fronteiras da Ucrânia” durante uma ligação na tarde de quarta-feira, um sinal de que as nações ocidentais continuam a duvidar do anúncio da Rússia de que está realmente retirando forças da fronteira.

“Eles reafirmaram seu compromisso com a soberania e a integridade territorial da Ucrânia e destacaram a importância da coordenação transatlântica contínua sobre diplomacia e medidas de dissuasão e o reforço do flanco leste da Otan se a Rússia invadir ainda mais a Ucrânia”, segundo um comunicado da Casa Branca.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE