PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Tech

Espaçonave de Musk estará pronta para lançamento em ‘alguns meses’

Sistema Starship foi projetado para transportar 100 passageiros ou 100 toneladas métricas de outra carga útil para uma órbita terrestre baixa

SpaceX planeja colocar milhares de satélites Starlink em órbita para sua constelação de serviços de internet
Por Ed Ludlow e Justin Bachman
11 de Fevereiro, 2022 | 08:36 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O fundador da SpaceX, Elon Musk, disse que a Administração Federal de Aviação pode conceder aprovação ambiental no local da empresa no sul do estado do Texas (EUA) já no próximo mês, abrindo caminho para o lançamento do Starship este ano.

Durante um evento no Texas, com a espaçonave de 394 pés (120 metros) de altura que Musk imagina que um dia levará pessoas a Marte, a pessoa mais rica do mundo disse que está “muito confiante” que a nave espacial conseguirá orbitar o planeta este ano.

“Estamos rastreando para ter a aprovação regulatória e a prontidão do hardware ao mesmo tempo”, disse Musk. “Basicamente, alguns meses para ambos.”

Musk ficou muito aquém dos objetivos que ele delineou em sua última apresentação formal, em 2019. A nave estelar teria seu primeiro voo de teste orbital dentro de meses, disse ele na época, e levaria pessoas em uma missão dentro de um ano.

PUBLICIDADE

Mas vários lançamentos de teste para coletar dados, sem ninguém a bordo, terminaram em chamas e apenas em maio do ano passado que a Starship conseguiu decolar e se estabelecer perto de sua plataforma de lançamento sem incidentes violentos, após um salto de 9,6 quilômetros.

Veja mais: Nasa alerta sobre risco para estação espacial por satélites de Musk

O sistema Starship foi projetado para transportar 100 passageiros ou 100 toneladas métricas de outra carga útil para uma órbita terrestre baixa. Musk disse que a SpaceX, formalmente conhecida como Space Exploration Technologies Corp., eventualmente pretende realizar até três voos de naves estelares por dia, sem dar um prazo. Cada voo custaria menos de US$ 10 milhões, disse ele.

A SpaceX planeja colocar milhares de satélites Starlink em órbita para sua constelação de serviços de internet e já vendeu um voo ao redor da lua, programado para 2023, para o bilionário japonês Yusaku Maezawa. A empresa também fez parceria com a Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço para levar astronautas à lua.

PUBLICIDADE

A apresentação da noite de quinta-feira ocorreu nas instalações de lançamento da SpaceX em Boca Chica, adjacente ao Golfo do México e perto da fronteira com o México.

“Recebemos uma espécie de indicação aproximada de que pode haver uma aprovação em março, mas é tudo o que sabemos”, disse Musk.

A FAA não pôde ser contatada para comentários fora do horário comercial.

Musk não forneceu cronogramas firmes para missões na Lua e em Marte, mas fez um discurso apaixonado sobre a necessidade de colonizar outros planetas.

“Para ser franco, a civilização parece um pouco frágil”, disse ele. “Qual é o significado profundo por trás disso? Por que tornar a vida multiplanetária? Acho que isso é uma coisa incrivelmente importante para o futuro da própria vida.”

“Sempre há a chance de que algo possa dar errado na Terra. Sou naturalmente otimista, então acho que a probabilidade disso é baixa, mas não zero”, disse. “Eventualmente, o sol se expandirá e destruirá toda a vida. Então é muito importante, essencial, que nos tornemos uma espécie multiplanetária.”

PUBLICIDADE

Ainda assim, criar uma cidade autossustentável em Marte não será fácil, disse Musk.

“O argumento de vendas para ir a Marte é que será apertado, perigoso e difícil”, disse ele. “Vai ser um trabalho muito árduo, e você pode morrer.”

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também:

Itaú tem lucro acima das expectativas com crescimento no crédito