Negócios

Mattel decola após recuperar linha da Disney da concorrente Hasbro

Fabricante de brinquedos havia perdido a licença em 2016, gerando problemas e quedas no valor de suas ações

A Hasbro, por sua vez, ainda possui licenças para produtos das franquias "Star Wars" e "Indiana Jones"
Por Mary Biekert e Brian Eckhouse
26 de Janeiro, 2022 | 06:49 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — As ações da Mattel (MAT) subiram nesta quarta depois que a empresa recuperou a licença para produzir brinquedos com a marca das princesas da Walt Disney (DIS) e nos filmes “Frozen”.

A segunda maior fabricante de brinquedos dos Estados Unidos anunciou um acordo de licenciamento global de vários anos com a Disney na quarta-feira (25) e disse que espera que a nova coleção esteja à venda no início de 2023. A notícia é uma espécie de retorno às raízes para a Mattel, que perdeu a marca das princesas e dos filmes “Frozen” para a maior rival Hasbro (HAS) em 2016.

As vendas de brinquedos se recuperaram depois de despencar no início da pandemia. A Mattel, conhecida por suas marcas Barbie e Fisher-Price, disse em outubro que esperava que as vendas do exercício completo aumentassem cerca de 15% – estimativa acima da previsão anterior de 12% a 14%.

“Como a líder mundial em bonecas, esperamos trazer nossa abordagem exclusiva Mattel Playbook para o gerenciamento da marca, experiência em produtos e marketing e atenção implacável aos detalhes e à qualidade para criar linhas inovadoras e inspiradoras para essas histórias e personagens emblemáticos”, disse Richard Dickson, diretor de operações da Mattel, em comunicado.

PUBLICIDADE

As ações da Mattel subiam até 11% em Nova York, mas terminaram o dia com alta de 4,4%. Já os papéis da Hasbro recuaram 6,2%.

O analista da Morningstar, Jaime Katz, disse que o novo acordo da Mattel, divulgado pela primeira vez pelo Wall Street Journal, “sinaliza a renovação da boa vontade com as famosas marcas da Disney, o que possivelmente abre um leque mais amplo de oportunidades de licença no futuro”.

A perda da licença da Disney por parte Mattel representou uma cisão entre a fabricante de brinquedos e as empresas de entretenimento e contribuiu para uma série de problemas que erodiram o valor das ações nos últimos anos.

A Hasbro não quis comentar a perda dos direitos de uso de marca das princesas. A empresa disse na quarta-feira que renovou sua licença da franquia “Star Wars” da Disney e assinou um novo acordo com o cineasta para desenvolver os brinquedos da franquia “Indiana Jones”.

PUBLICIDADE

“A Mattel está operando em um nível superior ao da Hasbro”, disse Gerrick Johnson, analista da BMO Capital Markets, na quarta-feira. “O jogo virou”.

--Esta notícia foi traduzida por Bianca Carlos, localization specialist da Bloomberg Línea.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

https://www.bloomberglinea.com.br/2022/01/26/ibovespa-amplia-alta-e-dolar-cai-apos-anuncio-do-fed/

Azul diz que Latam não deu chance à sua oferta de US$ 13 bilhões