PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Finanças pessoais

Goldman vê Vale pagando dividendo alto em 2022 com retomada da China

Banco americano afirma que dividendos podem chegar a 27% com alta da demanda por minério

Resultados da Vale podem ser impulsionados por alta da demanda por minério de ferro na China, diz Goldman
26 de Janeiro, 2022 | 04:40 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — Em um relatório divulgado nesta quarta-feira (26), o Goldman Sachs reajustou o preço-alvo da ação da Vale (VALE3), de 15 para 17 dólares por ação, e afirma que a gigante brasileira de mineração poderá pagar um dividend yield de até 27% em 2022.

A mudança ocorreu depois da atualização das previsões do preço internacional do minério de ferro feita pelo banco de investimentos. Segundo o relatório, o Goldman Sachs projeta que a tonelada alcance US$ 125 em 2022 contra US$ 100 da estimativa anterior.

Conforme o banco, “a commodity continua altamente conectada à política [de desenvolvimento] chinesa, com o fim dos amplos cortes na produção de aço, combinada com outra rodada de estímulos”.

O crescimento da demanda chinesa por minério de ferro alterou as perspectivas dos players internacionais deste setor, na visão do banco. No caso da Vale, o Goldman projeta um Ebtida de 18% em 2022 e pôs em US$ 17 o preço-alvo da ação (alta de 13%).

PUBLICIDADE

Veja mais: Fed diz que taxa de juros deve começar a subir ‘em breve’

“Agora esperamos que a Vale entregue um retorno de caixa total de 27% em 2022 (política de dividendos básicos mais dividendos extraordinários para manter a dívida líquida em US$ 15 bilhões) e 15% em 2023. Embora o crescimento da produção e o custo tenham sido decepcionantes, a Vale gera retornos muito atraentes entre os players de minério de ferro”, diz trecho do relatório.

A análise faz uma ressalva: embora os investidores tenham se tornado mais “construtivo” em relação às perspectivas da Vale com sinais mais claros de potencial alta de demanda de commodities pela China, ainda persiste a “preocupação com um declínio estrutural no setor imobiliário no país (o principal consumidor de aço e minério de ferro na Ásia) e o consequente impacto na demanda de minério de ferro.”

Leia também:

PUBLICIDADE

Lula diz que dialogará com centro e direita para construir maioria

Morte de Olavo ocorre em momento que seu grupo perde força na política

Graciliano Rocha

Graciliano Rocha

Editor da Bloomberg Línea no Brasil. Jornalista formado pela UFMS. Foi correspondente internacional (2012-2015), cobriu Operação Lava Jato e foi um dos vencedores do Prêmio Petrobras de Jornalismo em 2018. É autor do livro "Irmã Dulce, a Santa dos Pobres" (Planeta), que figurou nas principais listas de best-sellers em 2019.