PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Jornalista turca é presa por insultar Erdogan

Antes da decisão do tribunal, o ministro da Justiça da Turquia disse em um tweet que “essas declarações ilegais terão o que mereciam”

Insultar o presidente acarreta uma pena de prisão de até 4 anos sob o código penal turco
Por Baris Balci
22 de Janeiro, 2022 | 05:02 pm
Tempo de leitura: <1 minuto

Bloomberg — Uma jornalista foi presa e acusada de insultar o presidente turco Recep Tayyip Erdogan após uma decisão do Tribunal Penal da Paz de Istambul, informaram as agências de notícias estatais Anadolu e a agência de notícias Demiroren.

Sedef Kabas, 52, foi detida depois que um promotor abriu uma investigação sobre seus comentários em uma transmissão de televisão e em um post no Twitter, disse Demiroren.

Antes da decisão do tribunal, o ministro da Justiça, Abdulhamit Gul, disse em um tweet que “essas declarações ilegais terão o que mereciam”.

Insultar o presidente acarreta uma pena de prisão de até 4 anos sob o código penal turco. Dezenas de milhares de pessoas foram investigadas por insultar o presidente nos últimos anos.

PUBLICIDADE

A Turquia prendeu 18 jornalistas em 2021, dos 293 que foram presos em todo o mundo, segundo o Comitê para a Proteção dos Jornalistas.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também: