PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Bancos ampliam equipe de volta aos escritórios em Londres

Funcionários do Deutsche Bank e do Barclay’s estão trabalhando remotamente desde dezembro

Funcionários do Barclays foram informados de que podem retornar ao escritório a partir da próxima segunda-feira, dia 31
Por William Shaw e Stefania Spezzati e Harry Wilson
22 de Janeiro, 2022 | 02:52 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O Deutsche Bank disse que começará a trazer mais funcionários de volta aos escritórios este mês, já que grande parte da cidade de Londres se prepara para o retorno dos trabalhadores aos bancos após meses de trabalho remoto.

A equipe do banco alemão poderá voltar a partir de 31 de janeiro, disse um porta-voz. O Deutsche Bank continuará seu modelo de trabalho híbrido, com a maioria dos funcionários tendo a oportunidade de trabalhar em casa por dois dias na semana, em média.

PUBLICIDADE

Os funcionários do Barclays foram informados de que podem retornar ao escritório a partir de segunda-feira, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

Embora muitos funcionários, incluindo alguns operadores, nunca tenham deixado o escritório, vários em ambos os bancos estão trabalhando remotamente desde que o governo do Reino Unido introduziu orientação para isso em dezembro, quando a variante ômicron se espalhava rapidamente. A medida foi revertida na quarta-feira e as regras que obrigam as pessoas a usarem máscaras em lojas e no transporte público serão retiradas a partir de 27 de janeiro.

Isso significa que a cidade de Londres provavelmente verá um influxo de trabalhadores a partir da próxima semana. Goldman Sachs e o Citigroup estão entre as empresas que incentivam os funcionários a voltarem para suas mesas.

PUBLICIDADE

O HSBC disse aos funcionários na Inglaterra na quinta-feira que eles podem retornar, de acordo com memorando enviado a todos os funcionários do Reino Unido e visto pela Bloomberg. Os funcionários não serão mais obrigados a usar máscaras faciais a partir de 27 de janeiro, embora a empresa recomende que continuem usando-as em elevadores e ao se movimentarem nos prédios.

O Lloyds Banking também disse à equipe na Inglaterra que eles podem optar por retornar, informou um porta-voz da empresa em e-mail. Colegas baseados na Irlanda do Norte, Escócia ou País de Gales continuarão trabalhando em casa, se já estiverem fazendo isso.

O Financial News relatou a orientação do Barclays anteriormente.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também