PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Chile endurece regras de mobilidade em Santiago após surto de ômicron

O governo também reduziu o período de isolamento para pessoas doentes com o vírus de 10 para sete dias

País registra alta em contaminações pela variante ômicron
Por Valentina Fontes
17 de Janeiro, 2022 | 06:21 pm
Tempo de leitura: <1 minuto

Bloomberg — O Ministério da Saúde do Chile reforçou as restrições de mobilidade na Região Metropolitana de Santiago e em 45 outros municípios em todo o país, enquanto o governo lida com um aumento nos casos de covid-19 devido à variante Omicron.

Menos pessoas serão permitidas em eventos residenciais e em espaços públicos, e os restaurantes reduzirão a capacidade de assentos, informou o Ministério da Saúde nesta segunda-feira. Os profissionais de saúde também começarão a receber uma segunda dose de reforço nesta semana.

PUBLICIDADE

O Chile é teve uma das campanhas de vacinação mais bem-sucedidas do mundo contra a covid-19, com mais de 92% das pessoas com 18 anos ou mais imunizadas com duas doses. Embora o país tenha sido atingido por um novo aumento nos casos, até agora está evitando as quarentenas rigorosas usadas nos últimos anos.

O governo também reduziu o período de isolamento para pessoas doentes com o vírus de 10 para sete dias.

No total, o Chile administrou cerca de 46 milhões de doses em um país que abriga 19 milhões de pessoas, segundo dados do site do Ministério da Saúde.

Veja mais em pbloomberg.com

PUBLICIDADE