Internacional

Venezuela cresceu 4% em 2021 e está no caminho da recuperação, diz Maduro

“Posso afirmar que a Venezuela voltou ao caminho do crescimento econômico”, disse o presidente perante a Assembleia Nacional

Nicolas Maduro, presidente da Venezuela, faz um discurso sobre o Estado da União diante da Assembleia Nacional em Caracas, Venezuela, no sábado, 15 de janeiro de 2022
Por Fabíola Zerpa
16 de Janeiro, 2022 | 11:26 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — A Venezuela provavelmente cresceu 4% em 2021, sinalizando uma “recuperação econômica” em 2022, disse o presidente Nicolás Maduro em seu discurso anual sobre o estado do país, mantendo o firme controle pelo nono ano de um mandato considerado ilegítimo pelo oposição, os EUA e vários países europeus.

“Posso afirmar que a Venezuela, após cinco anos de guerra econômica, voltou ao caminho do crescimento econômico”, disse Maduro perante a Assembleia Nacional liderada pelo partido socialista, revelando dados econômicos importantes que o governo retém desde 2019. O dado do Banco Central remonta ao primeiro trimestre daquele ano, quando a economia despencou quase 24%.

O país cresceu 7,6% no terceiro trimestre de 2021, acrescentou Maduro. “É uma conquista maravilhosa para o nosso país.”

Veja mais: EXCLUSIVO: Guaidó explica desafio de revogar presidência de Maduro

PUBLICIDADE

Os últimos números de crescimento pressagiam uma ligeira reviravolta em uma economia que passou por um dos colapsos mais profundos do mundo moderno desde 2013. Anos de políticas equivocadas e corrupção desenfreada tornaram a economia mal preparada para enfrentar os desafios externos. O país entrou em uma espiral de hiperinflação, dizimando o valor da moeda e levando a população a níveis invisíveis de pobreza.

Maduro também comemorou os números da inflação divulgados no ano passado. A inflação em dezembro foi de 7,6%, marcando 12 meses consecutivos abaixo do limite de hiperinflação de 50%, segundo dados do Banco Central. “Estamos otimistas sobre a superação do fardo da hiperinflação”, disse ele.

O investimento cresceu 3,1% e as exportações não petrolíferas aumentaram 4,9%, disse. Os sistemas bancários públicos e privados devem ter como objetivo impulsionar o empreendedorismo com expansão do crédito, e Maduro estabeleceu uma meta de produção de petróleo em 2 milhões de barris por dia. Isso é o dobro do que a PDVSA, a petroleira venezuelana, planejou para o final de 2021.

“Passamos de um estágio de forte resistência para um estágio de recuperação”, disse ele. “Devemos avançar para um estágio de crescimento florescente e sustentável.”

PUBLICIDADE

Maduro também disse que o plano dos EUA e da Colômbia para um “governo paralelo” falhou, aludindo aos esforços liderados pelo líder da oposição Juan Guaidó e sua presidência interina. Maduro prometeu reiniciar as negociações com a oposição no México, que o governo suspendeu depois de acusar o governo dos EUA de “sequestrar” seu aliado de negócios, Alex Saab.

--Com a colaboração de Nicolle Yapur

Leia também

Verão em Punta del Este: quanto custa comer nos melhores restaurantes?

PUBLICIDADE