Internacional

Reféns são libertados e atirador é morto em sinagoga no Texas

Atirador pedia a libertação da neurocientista paquistanesa Aafia Siddiqui, que está em uma prisão federal do estado americano

O atirador fez um rabino e três membros da Congregação Beth Israel como reféns durante um serviço ao vivo no Facebook
Por Matthew G. Miller e James Ludden
16 de Janeiro, 2022 | 09:41 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — Todos os reféns mantidos por um atirador em uma sinagoga no Texas foram libertados após um impasse que terminou com a morte do captor.

Uma equipe de resgate invadiu a sinagoga na cidade de Colleyville e libertou três das quatro pessoas que foram feitas reféns, disse o chefe de polícia da cidade, Michael Miller, em uma coletiva de imprensa televisionada.

O atirador fez um rabino e três membros da Congregação Beth Israel como reféns durante um serviço ao vivo no Facebook na sinagoga na área de Dallas na manhã de sábado. Ele foi ouvido exigindo a libertação da neurocientista paquistanesa Aafia Siddiqui, que está em uma prisão federal do Texas, informou a Associated Press, citando autoridades não identificadas. A Sky News informou que o atirador era um cidadão britânico.

“Acreditamos que ele estava singularmente focado em uma questão”, disse Matthew DeSarno, um agente especial do FBI, durante a coletiva de imprensa. Acredita-se que o incidente “não foi direcionado à comunidade judaica”, disse ele.

PUBLICIDADE

Todos os reféns estão vivos e seguros.

O presidente Joe Biden, que foi informado sobre a situação, disse que mais informações serão conhecidas “nos próximos dias sobre as motivações do sequestrador”.

“Mas deixe-me ser claro para qualquer um que pretenda espalhar o ódio – vamos nos posicionar contra o antissemitismo e contra o aumento do extremismo neste país”, disse Biden em comunicado após o impasse.

As notícias do incidente se espalharam pela comunidade judaica da área de Dallas, provocando uma enxurrada de textos e e-mails e estimulando rabinos de todos os EUA a interromper a pausa do sábado nas transmissões online para expressar preocupação nas mídias sociais.

PUBLICIDADE

Beth Israel está entre as menores congregações na área de Dallas-Fort Worth, e o choque atingiu duramente outras sinagogas em uma região onde os judeus são uma pequena minoria.

--Com a colaboração de Ian Fisher, Edward Dufner, Shiyin Chen e Adeola Eribake

Leia também

EXCLUSIVO: Guaidó explica desafio de revogar presidência de Maduro

Verão em Punta del Este: quanto custa comer nos melhores restaurantes?

PUBLICIDADE