Mercados

Dólar descola do comportamento dos yields dos EUA

Rendimento dos títulos de dois anos dos EUA ultrapassou 0,94% nesta terça, atingindo níveis vistos pela última vez antes da pandemia

Bloomberg Dollar Spot Index não conseguiu se mover muito acima do nível mais baixo em seis semanas visto no final de 2021
Por Vassilis Karamanis
11 de Janeiro, 2022 | 01:38 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O desempenho do dólar está começando a se desvincular dos rendimentos do Tesouro, que acompanhou tão de perto no ano passado.

O rendimento dos títulos de dois anos dos EUA ultrapassou 0,94% nesta terça-feira (11), atingindo níveis vistos pela última vez antes da pandemia, à medida que os mercados avançam para precificar quatro aumentos de juros pelo Federal Reserve neste ano. No entanto, o Bloomberg Dollar Spot Index não conseguiu se mover muito acima do nível mais baixo em seis semanas visto no final de 2021.

O contraste mostra a visão dos investidores de que, embora o dólar tenha espaço para subir este ano, a moeda já se beneficiou substancialmente dos movimentos de precificação de um Fed hawkish nos últimos meses de 2021, que levaram o índice de dólar da Bloomberg a um ganho anual de quase 5%, o maior desde 2015.

A expectativa é a de que, conforme o banco central dos EUA aumente os juros e reduza seu balanço, os ganhos do dólar devem moderar no segundo semestre de 2022.

PUBLICIDADE

Com os operadores de moeda vendo muitos aspectos positivos já refletidos no preço, o próximo nível em foco para o indicador de dólar da Bloomberg é 1,171, um importante nível de suporte em torno de 0,4% abaixo dos preços atuais.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE