Mercados

Traders apostam que BOE estabelecerá taxa básica em 1,25% em 2022

Aumento da taxa básica pode refletir planos do banco central de encerrar estímulos no próximo ano

Banco central da Inglaterra pode elevar taxa de juros para além de 1% no ano que vem; seria o primeiro aumento desde 2009
Por Greg Ritchie
23 de Dezembro, 2021 | 09:07 pm
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Os traders estão apostando que o Banco da Inglaterra analisará os riscos da variante ômicron para aumentar sua taxa de juros para mais de 1% no ano que vem – seria o primeiro aumento desde 2009.

Os money markets estimam 100 pontos-base de aperto econômico por parte do banco central do Reino Unido em dezembro de 2022, de acordo com os swaps do índice overnight da libra esterlina. Isso levaria a taxa básica de juros do BOE de 0,25% para 1,25%, deixando para trás as baixas recordes da era da pandemia.

Após aumento surpresa na próxima semana, a aposta é que o BOE continuará o aperto monetáriodfd

As apostas seguem a decisão surpresa por parte das autoridades de elevar as taxas na semana passada, apesar da nova variante do coronavírus ameaçar o estabelecimento de mais restrições. O BOE está pressionado a agir, pois a inflação está no nível mais alto em uma década – em 5% – e ainda nem atingiu o pico.

“As preocupações com o ambiente inflacionário em 2022 e o nível de persistência nas pressões sobre os preços são justificadas”, disse Simon Harvey, analista de mercado sênior da Monex Europe. “Os bancos centrais começaram a reconhecer isso no mês passado, mas o aumento para 1,25% parece um exagero em nossa opinião, considerando as condições atuais”.

PUBLICIDADE

As apostas do mercado dependem da resistência da economia do Reino Unido contra a ômicron, mesmo que os dados sugiram que a economia estava perdendo força antes que os problemas no abastecimento começassem e a nova variante surgisse. Embora o primeiro-ministro Boris Johnson tenha descartado promulgar restrições antes do Natal, os ministros ainda podem tomar medidas para impor mais restrições após 25 de dezembro. O Reino Unido relatou pela primeira vez mais de 100 mil novos casos de coronavírus em um dia.

Não é a primeira vez que os traders apostam em um ciclo de aperto monetário acelerado. O sinal dos mercados de taxas de juros pode ser confuso pela baixa liquidez, exacerbada pelas condições ruins do trading de fim de ano.

Ainda assim, o índice é ainda mais notável considerando que os aumentos das taxas ocorreriam com os planos do BOE para encerrar os estímulos por meio do mercado de títulos. Assim que a taxa chegar a 0,5%, o banco central disse que pararia de reinvestir os recursos de seus títulos vincendos. Depois que a taxa bater 1%, poderá haver uma venda ativa de títulos.

“A relutância dos participantes do mercado em aumentar as taxas muito além de 1,00% pode continuar refletindo os planos do BOE de começar o aperto quantitativo no próximo ano”, disse Lee Hardman, analista de câmbio do MUFG. “Continuamos acreditando que o mercado de taxas de juros do Reino Unido parece ter um bom preço na atual conjuntura e deve aguentar até quatro aumentos do BOE no ano que vem”.

PUBLICIDADE

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também