Cripto

Bitcoin sobe para US$ 51 mil, patamar mais alto em mais de duas semanas

Maior criptomoeda do mundo avançou cerca de 4% nos últimos dois dias e chegou a US$ 51.524 nesta sexta

A moeda digital subiu cerca de 76% até agora em 2021, em curso para um terceiro ano de ganhos
Por Emily Graffeo e Akshay Chinchalkar
24 de Dezembro, 2021 | 08:21 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O Bitcoin subiu para cerca de US$ 51 mil e atingiu o nível mais alto em mais de duas semanas, impulsionado por um sentimento positivo mais amplo nos mercados financeiros.

A maior criptomoeda do mundo avançou cerca de 4% nos últimos dois dias e chegou a US$ 51.524 nesta sexta (24), no pregão asiático. O Ether, o segundo maior token, estava perto de US$ 4.100.

O sentimento de risco melhorou nos mercados globais, evidenciado por um fechamento recorde para o S&P 500 na quinta-feira. Resta saber se o recuo da liquidez dos bancos centrais trará maiores desafios para a demanda por criptomoedas.

“Vejo o Bitcoin como um ativo de alto risco beta”, disse Ross Mayfield, analista de estratégia de investimento da Baird. “Quando o apetite pelo risco aumenta, sobe muito. E quando o apetite pelo risco está baixo, ele pode cair muito. Não está perfeitamente correlacionado, é definitivamente uma leitura muito simples, mas certamente não é um hedge de volatilidade.”

PUBLICIDADE

Ações relacionadas a criptomoedas na Ásia, como da Woori Technology Investment, Remixpoint e Ceres, tiveram um impacto favorável com o desempenho recente do Bitcoin.

A moeda digital subiu cerca de 76% até agora em 2021, em curso para um terceiro ano de ganhos.

Leia também

PUBLICIDADE