Internacional

Suécia reintroduzirá apoio a empresas em dezembro

Empresas que perderem mais de 30% da receita em dezembro, como consequência da pandemia, terão direito a indenização

Governo retoma apoio a empresas
Por Niclas Rolander
17 de Dezembro, 2021 | 08:41 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O governo da Suécia planeja reintroduzir medidas de apoio para empresas cujos negócios são afetados por restrições, já que a maior nação nórdica está vendo um novo aumento nas infecções por Covid-19.

As empresas que perderem mais de 30% da receita em dezembro terão direito a indenização de até 90% de seus custos fixos, segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira (17). O governo também planeja expandir as medidas que permitem às empresas postergar o pagamento de impostos.

O apoio vem em um momento em que o número de pessoas com Covid-19 em hospitais suecos está aumentando, com o surto da variante ômicron trazendo preocupações sobre um novo pico no número de pessoas doentes. No início desta semana, a Suécia ampliou a exigência de certificado de vacina de forma a incluir qualquer pessoa que chegue ao país, incluindo quem vem de países nórdicos vizinhos, que estavam isentos.

O ministro das finanças da Suécia, Mikael Damberg, mencionou restaurantes e empresas de varejo próximos à fronteira com a Noruega como aquelas que podem ser mais atingidas, já que a atual onda da pandemia está varrendo a região nórdica. As medidas de apoio, inicialmente planejadas apenas para dezembro, podem custar até 500 milhões de coroas suecas (US$ 55 milhões) por mês, disse Damberg em uma coletiva de imprensa, em Estocolmo.

PUBLICIDADE

“Quando as pessoas veem que a transmissão aumenta, percebemos uma mudança de comportamento”, disse o ministro. “Se isso precisar ser estendido por mais meses, estamos prontos para fazer isso.”

As novas medidas têm apoio bipartidário, com base em um acordo entre os social-democratas de Damberg e seus arquirrivais tradicionais no Partido Moderado da oposição.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

PUBLICIDADE