Viagens

Corretoras diversificam opções para comprar moeda estrangeira

Já é possível comprar dólar, sacar notas no caixa eletrônico e ganhar milhas ao mesmo tempo

Corretoras dão mais opções para aquisição do papel moeda pelos clientes, como saque em caixa eletrônico, entrega domiciliar e acúmulo de milhas
17 de Dezembro, 2021 | 01:05 pm
Tempo de leitura: 6 minutos

São Paulo — Com a retomada dos voos internacionais, os brasileiros voltaram a se perguntar: como faço para comprar moeda estrangeira? Os viajantes mais precavidos ainda se sentem mais seguros carregando cédulas na carteira ou em pochete doleira, temendo bloqueios ou perdas de cartões de crédito, e dificuldades de acesso a suas contas bancárias por aplicativo ou internet no exterior. Ter papel moeda para imprevistos, pequenas compras ou gorjetas ainda é um hábito que sobrevive à digitalização das finanças.

No mercado de câmbio, corretoras buscam soluções mais práticas e incentivos para atender a esse perfil de cliente. A Frente Corretora de Câmbio, dona da marca Câmbio Online, que atua no e-commerce de moedas estrangeiras, fechou, por exemplo, uma parceria com a Smiles, plataforma de viagens e programa de fidelidade da Gol, para acúmulo de milhas nas compras de moeda estrangeira e remessa internacional. Já a Travelex Confidence se uniu à TecBan, empresa detentora da rede Banco24Horas, para oferecer a opção de saque de euro e dólar em caixas eletrônicos, começando pela cidade de São Paulo

Antes de tudo, é preciso pesquisar as cotações do dólar turismo em sua cidade. Assim, você compara com o valor simulado pela Câmbio Online ou por outra fintech do setor antes de decidir se está fazendo um bom negócio. Não é só a cotação que deve ser considerada para calcular a despesa. O custo da operação na Câmbio Online inclui também a alíquota de 1,10% do IOF (imposto sobre operações financeiras) e uma taxa de entrega do dinheiro no local indicado pelo cliente (R$ 39, no caso de uma entrega na região central de São Paulo). Esse valor é dinâmico, de acordo com a distância do centro de distribuição da corretora ao local de entrega escolhido pelo cliente, e cobre as despesas com logística e segurança, explica a corretora.

Veja mais: Vai viajar? Veja o melhor jeito de comprar dólar e evitar a volatilidade

PUBLICIDADE

Para efetuar a operação, é necessário preencher um cadastro com suas informações pessoais no site da Smiles, que encaminha para a página da Câmbio Online. O consumidor tem a opção de pagar por PIX ou TED. No caso de remessa internacional (envio ou recebimento), dá para usar o cartão de crédito. É preciso ficar atento aos prazos de entrega e aos dias de sua viagem. “Devido à grande procura de papel moeda nos últimos dias, as moedas em espécie estão escassas em todo o mercado. O prazo para a entrega do seu pedido foi alterado temporariamente para até 5 dias úteis após a confirmação do pagamento”, informou a página da Câmbio Online. É necessário saber de antemão sobre quem vai receber as cédulas. “Para operações acima de R$ 10.000,00 o titular da compra precisa ser responsável pelo recebimento, ou seja, o documento do recebedor precisa ser igual ao CPF de quem realiza a compra”, avisa o site da Câmbio Online.

Com a retomada do turismo internacional, após um longo período de fechamento de fronteiras, mercado de câmbio turismo volta a ficar aquecidodfd

O consumidor tem também a opção de sacar o papel moeda em caixa eletrônico indicado pela corretora e em horário agendado pelo cliente. Na cidade de São Paulo, há dois lugares disponíveis (Shopping Parque da Cidade e Shopping Nações Unidas). Nesse caso, é preciso esperar até três dias úteis desde o pagamento do valor adquirido. Além da compra de moeda papel, o serviço também realiza remessas internacionais (envio e recebimento).

Veja mais: Dólar turismo pode ficar mais caro com a retomada dos voos para os EUA

“Enxergamos na Smiles um parceiro estratégico em nossa aposta de atingir as pessoas que procuram nas operações de câmbio uma experiência segura, leve e acessível. Com nossa tecnologia avançada e um sistema antifraude, conseguimos facilitar o envio de remessas internacionais e a compra ou venda de papel-moeda através de nosso delivery e por meio de nossos ATMs, já instalados nas principais capitais e cidades do país. Até o fim de 2022, inclusive, iremos expandir e chegar a 300 unidades”, afirma Carlos Brown, sócio e gestor da Câmbio OnLine.

PUBLICIDADE

O portfólio oferece a possibilidade de comprar até 21 moedas (dólar norte-americano, dólar canadense, dólar neozelandês, dólar australiano, euro, libra esterlina, coroa dinamarquesa, coroa sueca, coroa norueguesa, franco suíço, iene japonês, peso argentino, peso colombiano, peso chileno, peso uruguaio, peso mexicano, dirham, rand sul-africano, rublo, shekel e yuan chinês).

As cotações variam entre as oito cidades em que o serviço está disponível (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Niterói, Porto Alegre, Cuiabá, Curitiba e Brasília). No caso de moedas exóticas, é preciso esperar a resposta da corretora sobre a disponibilidade. Nessa categoria, uma que se destaca é o dirhan, moeda oficial de Dubai, a maior cidade dos Emirados Árabes Unidos, que caiu no gosto dos viajantes brasileiros de alta renda.

Em simulação realizada no site da Smiles, a compra de US$ 500 em papel moeda rendeu 1.133 milhas no caso de um cliente na categoria prata. A recompensa depende da classe em que o cliente da Smiles está. Se for a categoria máxima (diamante), ao adquirir, por exemplo, US$ 2.000, tem direito a 5.786 milhas.

Caixa 24

Já a Travelex Confidence está apostando na opção de saque de euro e dólar em caixas eletrônicos, já disponível para qualquer pessoa, sem restrição a correntistas de bancos. A companhia diz ser a primeira corretora de câmbio a fechar uma parceria com o Banco24H para oferecer o serviço de autoatendimento. Em princípio, são nove terminais já em funcionamento na cidade de São Paulo, com previsão de expansão para outros 200 locais nos próximos anos, informa a instituição financeira.

Os caixas exclusivos do Banco24Horas para este serviço são identificados pela cor cinza, com os símbolos do dólar e do euro. A iniciativa faz parte do plano de crescimento das operações phygital, que combinam atendimento digital e presencial, já que a retirada em caixa eletrônico pode ser feita a partir das transações realizadas pelo site, aplicativo e por telefone.

PUBLICIDADE
Apesar do avanço dos meios eletrônicos, papel-moeda ainda tem bastante procura nas corretoras de câmbiodfd

“A vantagem é que o cliente não precisa ter conta corrente em nenhum banco para fazer o saque nos caixas eletrônicos. Basta ter feito a compra das moedas por meio dos canais remotos da corretora, com taxas mais baixas do que de bancos tradicionais não especializados em câmbio”, diz Jorge Arbex, diretor de produtos da Travelex Confidence.

Com mais de 100 lojas em todas as regiões do país, a Travelex espera capilarizar ainda mais as suas operações e aumentar a sua presença física com a implantação de outros 200 caixas eletrônicos. Segundo a corretora, o movimento deve gerar crescimento de 20% nas vendas digitais no próximo ano, com cerca de 5 mil transações por mês. As operações são válidas em compras a partir de US$ 100 ou € 100, com limite de 2.000 em qualquer uma das moedas.

“Ainda que a descoberta da ômicron tenha acendido um alerta internacional, o setor do turismo está retomando as atividades, com movimento semelhante ao registrado no pré-pandemia, em 2019. Em novembro desse ano as vendas de dólar e euro cresceram 47% em relação ao mesmo período de 2020 e são 40% maiores do que em 2019. Estamos otimistas”, aponta Jorge.

Atualmente, os nove caixas do Moeda Estrangeira Banco24Horas podem ser encontrados nos shoppings Cidade Jardim, Bourbon, Villa Lobos, Pamplona e Tietê Plaza, localizados na cidade de São Paulo.

PUBLICIDADE

Para Vitor Chiavelli, diretor de desenvolvimento de negócios e relacionamento da TecBan, a nova solução está alinhada à estratégia de ampliar cada vez mais a oferta de serviços do Banco24Horas para a população. “A parceria com a Confidence mostra que nossa solução está disponível para todo o mercado, contribuindo com o aumento da capilaridade e atendendo as necessidades dos clientes. A expectativa é ampliar ainda mais esse serviço, considerado uma opção de alto valor agregado para nossos parceiros”, conclui.

Leia também

Petrobras abre inscrição para 1º concurso público em mais de 3 anos

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE