PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Saúde

Pílula da Merck contra Covid obtém apoio de painel consultivo da FDA

A pílula pode mudar o jogo na luta contra a pandemia, ao transformar a Covid-19 em uma doença facilmente tratada

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A pílula contra Covid-19 da Merck & Co. recebeu uma recomendação importante de consultores do regulador do setor nos EUA, aumentando a probabilidade de que o tratamento para pacientes de alto risco seja liberado para uso no país.

O comitê consultivo da Food and Drug Administration (FDA) votou 13 a 10 por apoiar o medicamento antiviral molnupiravir da Merck, dizendo que os benefícios superam os riscos.

PUBLICIDADE

A pílula destina-se a tratar casos leves a moderados de Covid-19 em adultos com risco de desenvolver doenças graves. A Merck desenvolveu o tratamento em parceria com a Ridgeback Biotherapeutics LP.

As ações da Merck terminaram o dia estável. Os papéis caíram 4% este ano até o fechamento de terça-feira.

A decisão vem em meio a preocupações crescentes sobre uma nova variante do coronavírus que é descrita pelos cientistas como diferente das versões anteriores e potencialmente de grande preocupação. A Pfizer Inc. e as farmacêuticas BioNTech SE, Moderna Inc. e Johnson & Johnson estão trabalhando para adaptar suas vacinas contra a Covid-19 para lidar com a variante omicron.

PUBLICIDADE

O FDA não é obrigado a seguir as recomendações do painel, denominado Comitê Consultivo de Medicamentos Antimicrobianos, embora normalmente o faça. A decisão da agência sobre se vai liberar a pílula pode vir logo após o encerramento da reunião nesta terça-feira.

A pílula pode mudar o jogo na luta contra a pandemia, ao transformar a Covid-19 em uma doença facilmente tratada fora do ambiente hospitalar. Isso pode destacar a pressão sobre os sistemas de saúde, que se esticam devido à escassez de pessoal e ao aumento dos níveis de infecção.

Diferentemente de outros antivirais Covid-19 que são administrados por infusão intravenosa, geralmente em hospitais ou clínicas, o uso de molnupiravir por cinco dias pode ser tomado por pacientes em casa.

PUBLICIDADE

Os reguladores já permitiram que a pílula da Merck fosse usada no tratamento de emergência de adultos na União Europeia, mas o medicamento ainda não foi formalmente autorizado para venda.

A Pfizer também está buscando autorização do FDA para sua própria pílula antiviral Covid-19.

Veja mais em Bloomberg.com

Pfizer: Conheça os detalhes da distribuição da pílula contra Covid na AL

PUBLICIDADE