promo
Internacional

Uma das fronteiras mais movimentadas do mundo será reaberta na Ásia

A partir de segunda-feira (29), passageiros vacinados poderão atravessar a fronteira de ônibus entre Singapura e Johor Bahru, na Malásia

Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — Singapura e Malásia concordaram em reabrir uma ponte que liga os dois países a partir de segunda-feira (29), permitindo viagens terrestres transfronteiriças pela primeira vez desde março do ano passado.

Os passageiros vacinados poderão atravessar a fronteira em ônibus designados entre Singapura e Johor Bahru, a cidade mais ao sul da Península da Malásia, informaram os dois governos em declarações na quarta-feira (24).

“A ponte era uma das fronteiras terrestres mais movimentadas do mundo antes da pandemia da Covid-19 interromper nossas atividades de fronteira”, disse o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong, em um comunicado. A reabertura é “um grande passo para reconectar nosso povo e nossas economias”.

Antes da Covid, cerca de 300.000 pessoas cruzavam a fronteira terrestre todos os dias. Os malaios normalmente viajavam para o sul em busca de trabalho manual em fábricas ou para trabalhar como jardineiros e seguranças, enquanto os singapurianos se dirigiam para o outro lado em busca de produtos e combustível baratos e passeios culturais.

A prioridade inicial será para as pessoas que trabalham em um dos países poderem visitar suas famílias, explicou o governo de Singapura. Os viajantes devem ser cidadãos, residentes permanentes ou portadores de passe de longo prazo do país em que estão entrando. A elegibilidade será expandida com o tempo para incluir viajantes em geral, dependendo da situação da Covid.

“Muitos trabalhadores de Singapura e da Malásia ficaram impossibilitados de ver suas famílias durante muitos meses”, disse Gan. “Esperamos que os trabalhadores que podem não conseguir comprar uma passagem de ônibus de imediato para voltar para casa, devido à capacidade limitada, possam ser compreensivos.”

Ambos os lados trabalharão para restaurar o trânsito na Tuas Second Link, outra ligação terrestre, informou o governo de Singapura. As mudanças ocorrem enquanto os novos casos da Covid em Singapura diminuem para menos de 2.000 por dia, enquanto a Malásia reporta de 5.000 a 6.000 casos.

As ligações terrestres são fundamentais para o suprimento de produtos. O governo de Singapura manteve o fluxo de bens essenciais durante o fechamento da fronteira por via aérea e limitou os envios e entregas feitos por essa via.

Limites de ônibus

Singapura e Malásia concordaram no início deste mês em abrir uma faixa aérea entre o aeroporto de Changi e Kuala Lumpur em 29 de novembro para passageiros vacinados. Singapura está permitindo a entrada de passageiros de mais de 20 países, sem quarentena, e a Malásia está gradualmente seguindo o exemplo, após impor limites rígidos de trânsito, no início da pandemia.

Singapura foi a maior fonte de visitantes da Malásia em 2019, com cerca de 10 milhões de chegadas, segundo o Ministério do Turismo, Artes e Cultura da Malásia. Esse número caiu para 1,5 milhão em 2020, composto principalmente de visitantes nos primeiros meses do ano, antes dos bloqueios. Os turistas de Singapura também trazem mais dinheiro, gastando cerca de 20,5 bilhões de ringgit (US$ 4,9 bilhões) em 2019.

Além das viagens de trabalhadores para Singapura, cerca de 1,2 milhão de turistas malaios viajaram para lá em 2019, número que caiu para 153.650 no ano passado, de acordo com o Singapore Tourism Board. Singapura-Kuala Lumpur foi a segunda rota internacional mais movimentada do mundo em 2019, mostram dados da empresa de rastreamento de voos OAG.

A operadora de ônibus Transtar Travel vai realizar 32 viagens diárias (16 viagens da Malásia a Singapura e 16 viagens de Singapura à Malásia) entre o Woodlands Temporary Bus Interchange, em Cingapura, e o Terminal Rodoviário Larkin Sentral, em Johor Bahru, conforme anúncio de quarta-feira (24).

A Handal Indah também irá realizar 32 viagens diárias entre o Terminal Rodoviário Larkin Sentral, em Johor Bahru, e o Terminal Queen Street, em Singapura. A capacidade máxima para cada ônibus será de 45 passageiros sentados por viagem.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Reino Unido: 586 mil não querem mais trabalhar desde a pandemia

União Europeia quer mudar regras de viagens para evitar ‘fragmentação’