PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Nasdaq tem novo recorde, mas ‘techs’ brasileiras não acompanham

Stone, PagSeguro e XP acumulam perdas com perspectivas difíceis para o país, além do aumento de custos e concorrência em serviços financeiros

Tempo de leitura: 1 minuto

A Nasdaq atingiu um novo recorde nesta quinta-feira, impulsionada pela valorização dos papéis da fabricante de chips Nvidia, mas as ações de empresas brasileiras negociadas no principal mercado de tecnologia do mundo estão entre as de pior performance neste ano. O índice Nasdaq Composite terminou o dia marcando 15.993,71, nova máxima de fechamento, com alta de 0,45%. No ano, o índice acumula ganhos de 24,1%.

Pelo segundo dia seguido, as ações da credenciadora Stone tiveram forte baixa com a decepção dos investidores com os resultados do terceiro trimestre e as perspectivas para os próximos meses. Os papéis da empresa caíram mais 7,10%, para US$ 19,23 cada, após a empresa ter perdido mais de um terço de valor de mercado no dia anterior. No ano, os papéis da Stone acumulam queda de 77%, sendo doe 50,6% apenas nos últimos 30 dias.

PUBLICIDADE

As ações da rival PagSeguro, que também atua com pagamentos, tiveram baixa de 5,6% nesta quinta também devido a aumento de custos de captação e perspectivas fracas para os próximos meses. No ano, os papéis recuam 45,3% e nos últimos 30 dias, 21,5%.

Maior plataforma de investimentos brasileira, a XP Inc teve baixa de 4% no valor das ações nesta quinta, acumulando uma desvalorização de 26,5% no ano.

Diferentemente das perspectivas para o setor de tecnologia global, que tiveram forte impulso durante a pandemia com as restrições sanitárias, pesa contra as empresas brasileiras do setor de pagamentos e investimentos as expectativas para o país em meio ao aumento dos juros, maior concorrência nos serviços financeiros, além de crescimento fraco e risco político com as eleições e a solvência do setor público.

PUBLICIDADE

Recorde do S&P 500

Na bolsa de Nova York, o índice S&P 500 subiu 0,34%, para 4.704,5 pontos, também novo recorde. Já o Dow Jones recuou 0,17% para 35.870 pontos.

As ações da Nvidia subiram 8,25% após a fabricante de chips surpreender com resultados robustos de vendas no terceiro trimestre, além de elevar o guidance para o resto do ano. Também ajudou o segmento a informação da Bloomberg News de que a Apple deve acelerar o desenvolvimento de seu carro elétrico. Os papéis da fabricante do iPhone tiveram alta de 2,85%.

-- Com informações de Bloomberg News

PUBLICIDADE

Leia também

Exchange de cripto Gemini busca capital com valuation de US$ 7 bi

Prazo para Alliar oficializar nova investida de Tanure acaba amanhã

Toni Sciarretta

Toni Sciarretta

News director da Bloomberg Línea no Brasil. Jornalista com mais de 20 anos de experiência na cobertura diária de finanças, mercados e empresas abertas. Trabalhou no Valor Econômico e na Folha de S.Paulo. Foi bolsista do programa de jornalismo da Universidade de Michigan.

PUBLICIDADE