PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Brasil

Atividade econômica brasileira encolhe 0,27% em setembro, mostra IBC-Br

No acumulado de 2021, o indicador teve alta de 5,88% e de 4,22% nos últimos 12 meses

Atividade de setembro recuou
16 de Novembro, 2021 | 09:27 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg Línea — A atividade econômica brasileira caiu 0,27% em setembro na comparação mensal, chegando ao patamar de 138,56 pontos, próximo ao nível de março, apontou o indicador IBC-Br do Banco Central nesta terça-feira (16). É a segunda queda consecutiva do índice.

Segundo a instituição, no acumulado do ano, o indicador teve alta de 5,88%, enquanto nos últimos 12 meses, cresceu 4,22%.

PUBLICIDADE

POR QUE ISSO É IMPORTANTE? O IBC-Br é conhecido pelo mercado como uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB) e um importante indicador sobre as atividades da economia no país.

Ele complementa os dados de inflação do Brasil da semana passada, que teve alta mensal de 1,25% em outubro, puxado pelos preços dos combustíveis, com destaque para a gasolina.

  • Foi o maior avanço para o mês desde outubro de 2002. As informações foram divulgadas na quarta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Já hoje os economistas consultados pelo Banco Central no relatório Focus disseram esperar que a economia brasileira cresça 0,93% em 2022, abaixo do 1% esperado no relatório da semana passada.

PUBLICIDADE

Segundo a pesquisa divulgada nesta terça-feira (16), os especialistas esperam que a inflação suba 4,79% no próximo ano, contra 4,63% na previsão da semana passada. Para 2021, a expectativa é de alta de 9,77%, acima dos 9,33% anteriores.

Leia também

Mercados internacionais mostram otimismo, respaldados por balanços financeiros

Ana Siedschlag

Ana Carolina Siedschlag

Editora na Bloomberg Línea. Jornalista brasileira formada pela Faculdade Cásper Líbero e especializada em finanças e investimentos. Passou pelas redações da Forbes Brasil, Bloomberg Brasil e Investing.com.

PUBLICIDADE