PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Netflix supera capitalização da Disney na batalha do streaming

Ação da Netflix acumula alta de 27% desde o fim de julho, o que elevou o valor de mercado da empresa para US$ 291 bilhões.

Wall Street tem uma visão mais otimista sobre a Disney do que para a Netflix
Por Jeran Wittenstein e Thyagaraju Adinarayan
11 de Novembro, 2021 | 01:22 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A Netflix ultrapassou a Walt Disney em valor de mercado pela primeira vez desde o ano passado. Os resultados da controladora de parques de diversões sinalizaram desaceleração do crescimento da base de assinantes na unidade de streaming.

A ação da Netflix acumula alta de 27% desde o fim de julho, o que elevou o valor de mercado da empresa para US$ 291 bilhões. Já a capitalização da Disney encolheu para cerca de US$ 288 bilhões na esteira da queda de 9% do preço da ação nesta quinta-feira (11).

Embora a expansão do número de assinantes da Netflix tenha sido impulsionada por séries de sucesso como “Round 6”, o total de novos usuários do aplicativo de streaming Disney+ ficou abaixo das estimativas de Wall Street. A empresa, dona do parque temático Disney World, estabeleceu o produto de streaming como foco de crescimento nos próximos anos.

Netflix ultrapassou a Walt Disney em valor de mercado pela primeira vez desde o ano passadodfd

Para Benjamin Swinburne, analista do Morgan Stanley, o streaming é essencial para a aposta na Disney. A recomendação “overweight”, ou acima da média, “é baseada na visão de que a Disney faz parte de uma lista restrita de plataformas globais de streaming que podem atingir escala e lucratividade significativas”. Mas ele ainda não vê isso precificado nas ações.

PUBLICIDADE

No geral, Wall Street tem uma visão mais otimista sobre a Disney do que para a Netflix. Cerca de 78% dos analistas têm recomendações de compra para a ação da Disney e nenhum recomenda a venda, enquanto 73% recomendam comprar o papel da Netflix e cinco dizem para vender. Os preços-alvo médios implicam 26% de valorização para a Disney e 4% para a Netflix.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também: O empresário que conseguiu o licenciamento do Jurassic Park para abrir restaurante no Brasil