PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Negócios

Resultados do Airbnb superam estimativas mesmo com restrições de viagens

Receita da companhia cresceu 67% e lucro líquido foi quase duas vezes maior que o esperado pelos analistas

O CEO da companhia disse que as novas tendências de viagens nascidas na era da Covid provavelmente vieram para ficar
Por Michael Tobin e Clara Molot
04 de Novembro, 2021 | 06:18 pm
Tempo de leitura: 3 minutos

Bloomberg — A empresa Airbnb Inc. reportou vendas e ganhos recordes que superaram as estimativas dos analistas, provando a resiliência da gigante dos aluguéis de temporada, mesmo quando a variante delta da Covid-19 gerou novas preocupações e restrições de viagens.

A receita cresceu 67%, para US$ 2,2 bilhões no terceiro trimestre, disse o Airbnb em comunicado nesta quinta-feira (4). Os analistas esperavam US$ 2,07 bilhões, segundo dados compilados pela Bloomberg. O lucro líquido de US$ 834 milhões excedeu em muito a expectativa de Wall Street de US$ 456,2 milhões. As ações subiram em negociações prolongadas.

A empresa avisou em agosto que o número de noites e experiências reservadas no terceiro trimestre, normalmente o período mais movimentado do ano, ficaria aquém do total durante o mesmo período de 2019, devido ao ressurgimento de casos Covid. Mas o Airbnb se saiu melhor do que seus rivais, beneficiando-se porque as pessoas optaram por viajar para locais mais perto de casa e, muitas vezes, reservaram estadias mais longas ou mais frequentes para aproveitar as políticas flexíveis de trabalho remoto. Em setembro, o Airbnb disse que deu as boas-vindas ao seu bilionésimo hóspede.

Veja mais: Duas sobreviventes de abuso sexual causam reviravolta em arbitragem do Airbnb

PUBLICIDADE

O CEO Brian Chesky disse que as novas tendências de viagens nascidas na era Covid provavelmente vieram para ficar. “Mas algo maior do que uma recuperação das viagens está acontecendo”, disse ele em uma carta aos acionistas. As pessoas “agora podem trabalhar de qualquer lugar, viajar a qualquer hora e ficar mais tempo. Para aqueles que podem trabalhar remotamente, acreditamos que a flexibilidade será o benefício mais importante após a compensação”, completou.

A empresa disse que prevê que a receita do quarto trimestre será de US$ 1,39 bilhão a US$ 1,48 bilhão. Os analistas esperam US$ 1,43 bilhão.

Analistas da Cowen Inc. estimam que a categoria de acomodações alternativas aumentou sua fatia entre as hospedagens para cerca de 33%, sendo 24% antes da pandemia. E o Airbnb comanda mais de 50% dessas reservas. Em um relatório antes da divulgação dos resultados do Airbnb, os analistas disseram esperar que a categoria de hospedagem alternativa detenha a maior parte de seus ganhos pandêmicos, moderados um pouco apenas pela eventual recuperação das viagens de negócios com foco em hotéis.

O Airbnb disse que as reservas brutas, que incluem diárias reservadas e experiências, mais do que dobraram para US$ 11,9 bilhões. Mas isso não atingiu as estimativas de Wall Street de US$ 12,2 bilhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, excluindo alguns custos, foi de US$ 1,1 bilhão. O lucro por ação foi de US$ 1,22, batendo os 77 centavos que os analistas previram.

PUBLICIDADE

Veja mais: Vai viajar após a vacina? Confira 10 tendências da retomada do turismo

O Airbnb está prestes a ver um novo impulso na demanda depois que as restrições dos EUA para viagens ao país forem suspensas em 8 de novembro. No início desta semana, o site de reservas de hotéis Trivago divulgou bons resultados e apontou o progresso da vacina na Europa e nas Américas com o aumento das viagens. A Booking Holdings Inc., o maior rival do Airbnb, relatou um terceiro trimestre forte, com reservas brutas de até 77% em relação ao ano anterior. A Expedia Group Inc., dona do site de aluguel de casas Vrbo, também está divulgando os resultados na quinta-feira.

O Airbnb disse que é “encorajado a ver essas novas tendências de viagens se estendendo além do pico de viagens de verão e espera um quarto trimestre forte”. No final de setembro, o backlog do Airbnb tinha mais de 40% mais noites reservadas para a semana de Ação de Graças nos EUA do que em 2019.

A empresa, fundada em 2008, abriu o capital em dezembro passado. Suas ações ganharam 21% neste ano.

Veja mais em bloomberg.com