PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Estilo de vida

Você tem US$ 400 mi? Então pode comprar uma gravadora de hip-hop

Um dos rostos da gravadora, Megan Thee Stallion, ganhou três prêmios Grammy este ano

Entre os Grammys da rapper estão incluindo melhor artista revelação e melhor canção de rap
Por Lucas Shaw
28 de Outubro, 2021 | 10:50 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A 300 Entertainment, gravadora de Megan Thee Stallion e Young Thug, está pleiteando uma venda, segundo duas pessoas familiarizadas com o processo.

PUBLICIDADE

A expectativa é de que a empresa seja vendida por pelo menos US$ 400 milhões, disse uma dessas pessoas, que pediu para não ser identificada porque as negociações são privadas.

Os proprietários estão indo para o mercado mais frenético de ativos musicais dos últimos tempos. Os direitos autorais de música e as empresas aumentaram em valor nos últimos anos graças aos serviços de streaming. As vendas de música aumentaram por cinco anos consecutivos.

PUBLICIDADE

Duas das três principais gravadoras, a Warner Music Group e a Universal Music Group, abriram o capital nos últimos 16 meses, enquanto firmas de private equity esbanjavam em catálogos antigos.

Veja mais: CEO do Magazine Luiza aposta em nova transformação da varejista

Depois de deixar a Warner Music Group em 2012, o magnata da música Lyor Cohen fundou a 300 juntamente com três de seus ex-colegas de trabalho. A gravadora rapidamente se estabeleceu como uma força do hip hop com os rappers Young Thug e Fetty Wap. A canção “Trap Queen”, de Fetty Wap, alcançou a segunda posição nas paradas da Billboard em 2015.

A empresa levantou dinheiro com o Google e com várias empresas financeiras. Cohen saiu em 2016 e agora atua como chefe global de música no YouTube. Kevin Liles assumiu como CEO e ainda administra a empresa.

A 300 continuou produzindo sucessos, mas nenhum maior do que Megan Thee Stallion. A rapper de Houston ganhou três prêmios Grammy este ano, incluindo melhor artista revelação e melhor canção de rap por “Savage”. A Atlantic Records, da Warner Music Group, distribui os lançamentos da 300.

PUBLICIDADE

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Moises, aplicativo de música criado por brasileiro, arrecada US$ 1,6 mi em rodada de investimentos

Exclusivo: Anitta, a empresária por trás da marca