Por meio da Vinco, as empresas podem oferecer formação como um benefício para seus funcionários
Tempo de leitura: 2 minutos

Miami — Algumas das melhores empresas do mundo estão oferecendo arcar com os custos da formação universitária de seus funcionários, incluindo empresas como o McDonalds. A educação como um benefício está se tornando uma tendência mundial e essa startup com sede no México está acima curva. Hoje, a Vinco, que conecta funcionários a oportunidades de educação online, anunciou o fechamento de uma rodada de seeds de US$ 2,4 milhões. Os investidores incluem Y Combinator, Alter Global, Angel Ventures, Learn Capital e Reach Capital, um prestigiado investidor EdTech com sede na Califórnia.

As três co-fundadoras - todas mulheres - são amigas de infância. “Sempre quis dar o salto, era apenas uma questão de encontrar a oportunidade certa”, disse Lissy Giacoman Colyer, cofundadora e CEO da Vinco. Quando teve uma ideia, ela conseguiu trazer Miriam Fernandez Guerra e Sofia Sada Segovia a bordo também.

PUBLICIDADE

A Vinco funciona como um marketplace que reune as instituições de ensino e, em seguida, traz as empresas. “Percebemos que era mais fácil trazer as empresas depois que já tínhamos uma boa oferta de cursos ”, disse Colyer.

A maioria dos cursos é de graduação ou formações técnicas. Tradicionalmente, sabe-se que o ensino a distância tem uma alta taxa de desistência. Na verdade, de acordo com a empresa, 30 a 50% dos alunos online desistem no primeiro ano. Para mitigar isso, a Vinco oferece “treinadores” para cada aluno. Os treinadores ajudam os alunos a se inscreverem nas disciplinas - o que pode ser um processo difícil por alguns - e, em seguida, garantem que continuem no caminho certo e concluam os cursos.

PUBLICIDADE

Como resultado, muito do dinheiro arrecadado será usado para contratar mais treinadores, disse Colyer.

A empresa diz que se baseia em grande parte no modelo da empresa americana Guild.

PUBLICIDADE

“O que gostamos no modelo da Guild é que ele resolve muitos problemas simultaneamente, mas ao ajudar as empresas a oferecer educação como um benefício, isso também ajuda o funcionário e a empresa”, disse Guerra.

A Vinco foi lançada em abril de 2021 em Monterrey, no México e atualmente tem clientes no México, na Colômbia e na Espanha. Parte do dinheiro também será usado para expandir para toda a América Latina. A equipe de 11 pessoas conseguiu trazer alguns grandes nomes como McDonalds, Didi, Nestlé e Banca Afirme.

PUBLICIDADE

“Dois terços da força de trabalho (no México) não tem ensino médio”, disse Colyer.

A Vinco cobra uma “taxa de suporte” das empresas, e é assim que elas ganham dinheiro. Mas também oferecem transparência. Com a ajuda de treinadores e a capacidade da Vinco de monitorar o progresso online, as empresas podem saber quem concluiu o curso e, portanto, ter dados para a próxima vez que os alunos quiserem comprar aulas usando a plataforma da Vinco.

“Um caixa, em média, fica em uma empresa mexicana por 3 meses, mas se você oferecer ensino, ele pode ficar por 2 a 3 anos”, disse Guerra.

Leia também

Conheça o Shiba Inu, token meme que vale quase metade do Mercado Livre

Bancos Centrais pensam seriamente em adotar moedas digitais

Marcella McCarthy

Marcella McCarthy (EN)

American/Brazilian journalist specializing in tech and startups with a master's in journalism from the Medill School at Northwestern University. Covered Latin America, Healthtech and Miami for TechCrunch. Former startup founder and CEO. Based in Miami.