promo
Mercados

Com IPO no radar, vendas da WeTransfer saltaram em 2020

Vendas da empresa com sede em Amsterdã aumentaram 26% para 65 milhões de euros no ano passado, antes de ter um incremento de 64% no primeiro semestre de 2021

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A plataforma de compartilhamento de arquivos WeTransfer, que está se preparando para uma provável oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês), teve um aumento em suas receitas durante a pandemia de coronavírus.

As vendas da empresa sediada em Amsterdã aumentaram 26% para 65 milhões de euros (US$ 76 milhões) no ano passado, antes de ter um incremento de 64% nas vendas, no primeiro semestre de 2021, para 45 milhões de euros, segundo comunicado na segunda-feira (25).

A Bloomberg News informou anteriormente que a WeTransfer estava se preparando para um possível IPO, que poderia avaliá-la em cerca de 1 bilhão de euros. A empresa tem sido lucrativa desde 2013 e o CEO, Gordon Willoughby, disse em uma entrevista que tem “muitas opções” enquanto prepara sua oferta.

A empresa também está lançando um novo recurso de portais para ajudar os freelancers a gerenciar seu fluxo de trabalho com os clientes, e um novo aplicativo móvel que permite enviar e receber arquivos. “De modo geral, a ideia é desenvolver e ferramentas colaborativas para profissionais criativos”, acrescentou Willoughby.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Fotos de Trump com modelo viram ‘meme stock’ e ações disparam em Nova York