promo
Negócios

Herdeiro do petróleo no Texas aposta em Spac com foco na AL

Hill é tataraneto do barão do petróleo H.L. Hunt, que migrou do mundo das apostas para o mercado de energia e construiu sua fortuna na década de 1930 como explorador de petróleo

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O jovem herdeiro de uma famosa dinastia do setor de petróleo no Texas e um colega de faculdade levantaram US$ 125 milhões para uma empresa de cheque em branco com foco na América Latina.

Hill é tataraneto do barão do petróleo H.L. Hunt, que migrou do mundo das apostas para o mercado de energia e construiu sua fortuna na década de 1930 como explorador de petróleo no leste do Texas. A ampla família do magnata foi chamada de o análogo na vida real do famoso programa de TV “Dallas”, e a revista Life declarou em 1948 que Hunt poderia ser a pessoa mais rica dos EUA.

Rosas e Hill praticavam esportes juntos na Cornell e eram membros da fraternidade universitária Delta Upsilon. Ambos trabalharam por um período na Chardan Capital Markets, uma consultoria boutique que criou um nicho na coordenação de ofertas de empresas de cheque em branco.

A dupla está recebendo ações com desconto que devem ajudá-los a lucrar muito com um negócio bem-sucedido. Os jovens estão entre mais de uma dúzia de indivíduos com 30 anos ou menos que foram nomeados como executivos ou membros do conselho de empresas de cheque em branco com planos de listagem desde o início de junho, de acordo com o provedor de dados SPAC Research.

Entre os investidores da Rose Hill Acquisition estão a Cohen & Co. e a chilena Ameris Capital. Os membros do conselho incluem um ex-executivo de uma importante gestora de fundos no Brasil, veteranos do Banco Santander e UBS e o ex-CEO de um dos maiores grupos empresariais do Peru.

As units da empresa de aquisição de propósito específico começam a ser negociadas nesta quinta-feira na Nasdaq Global Market com o código “ROSEU”. A Cantor Fitzgerald coordenou a oferta.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Petrobras supera R$ 30 com defesa de privatização e venda de ativos

Shell e PetroReconcavo vão fornecer gás natural na Paraíba

A recuperação está descarrilando? Temporada de balanços pode responder