Mercados

Investidores aproveitam barganhas e alívio toma conta do mercado

O Ibovespa pega carona na melhora dos mercados globais e opera em alta, somando ainda resultados positivos de criação de emprego e inflação

Investidores aproveitam barganhas, após sell-off da véspera, e buscam papéis baratos
29 de Setembro, 2021 | 11:39 am
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — O principal índice da B3 mantém alta de cerca de 1% desde a abertura, com investidores indo atrás dos preços baixos nos mercados globais, após o forte sell-off da véspera. Além da ajuda do alívio lá fora, os investidores domésticos também somam o resultado positivo dos dados de criação de emprego medidos pelo Caged, divulgado na manhã de hoje (29), e o registro de inflação pelo Índice Geral de Preços (IGP-M), que teve queda.

Nos Estados Unidos, os papéis tecnológicos de maior peso, que estavam entre os mais atingidos nesta semana, lideravam os ganhos nesta quarta-feira (29). Os títulos do Tesouro também se recuperavam, reforçando o padrão recente de aumento nas correlações entre títulos e renda variável. Apesar da queda nos rendimentos, o dólar estende avanço para o quarto dia. O petróleo caiu depois que um relatório da indústria dos EUA apontou para um aumento nos estoques, esfriando uma recuperação que empurrou o Brent para além dos US$ 80 o barril.

  • Perto das 11h15, o Ibovespa subia 1,11%, a 111.350 pontos
  • O dólar oscilava, já perdendo a força vista na abertura, e caía 0,13%, a R$ 5,42, enquanto a curva de juros operava em sentidos mistos. O DI para janeiro próximo estava estável, aos 7,180%. O vencimento para janeiro de 2027 caía de 10,670% para 10,580%
  • Nos EUA, o Dow Jones subia 0,45%, o S&P 500, 0,51%, e o Nasdaq, 0,48%

Contexto

O Brasil registrou 372.265 novas vagas de emprego no mês de agosto, o maior patamar dos últimos cinco meses, apontaram os dados do Caged, divulgado pelo ministério do Trabalho nesta quarta-feira (29). Antes, o índice de inflação pelo IGP-M registrou queda de 0,64% em setembro, após alta de 0,66% no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas nesta quarta-feira (29). Segundo comunicado, com este resultado, o índice acumula alta de 16% no ano e de 24,86% em 12 meses. Em setembro de 2020, o índice havia subido 4,34% e acumulava alta de 17,94% em 12 meses.

O mercado ainda acompanha a CPI da Covid no Senado, que hoje toma depoimento do empresário bolsonarista Luciano Hang.

-- Com informações de Bloomberg News

Kariny Leal

Kariny Leal

Jornalista carioca, formada pela UFRJ, especializada em cobertura econômica e em tempo real, com passagens pela Bloomberg News e Forbes Brasil. Kariny cobre o mercado financeiro e a economia brasileira para a Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE