PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Amazon lidera sell-off de US$ 200 bilhões de techs, enquanto Treasuries sobem

“Não é nenhuma surpresa que o Nasdaq esteja tendo um desempenho inferior aos outros índices esta manhã”, conforme especialista

Nvidia, Apple e Amazon chegaram a cair pelo menos 1,5% no início do dia
Por Thyagaraju Adinarayan
28 de Setembro, 2021 | 11:41 am
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — As maiores empresas de tecnologia de Wall Street já perderam mais de US$ 200 bilhões em valor de mercado no início do pregão desta terça-feira (28), já que a alta dos rendimentos dos Treasuries levou os investidores a rotacionar as carteiras.

Todos os membros do índice NYFANG+ de mais de US$ 9 trilhões, que inclui 10 ações de alta liquidez de tecnologia e internet, operam no vermelho. Nvidia, Apple e Amazon chegaram a cair pelo menos 1,5% no início do dia.

PUBLICIDADE

As ações de tecnologia são particularmente sensíveis às expectativas de aumento das taxas porque seu valor depende fortemente dos lucros futuros, que são descontados mais profundamente quando as taxas sobem. Os rendimentos os desde os Estados Unidos até a Alemanha disparam hoje, à medida que os investidores se preparavam para o Federal Reserve começar a reduzir as compras de títulos.

Veja mais: Ibovespa é levado pelo mau humor no exterior e perde os 113 mil pontos

“A velocidade do movimento de alta nos rendimentos dos títulos desde quinta-feira passada (23) parece ter pegado o mercado de surpresa”, disse Neil Campling, chefe de pesquisa de TMT da Mirabaud Securities em Londres. “Não é nenhuma surpresa que o Nasdaq esteja tendo um desempenho inferior aos outros índices esta manhã.”

PUBLICIDADE

Os rendimentos dos Treasuries de 10 anos dos EUA dispararam para até 1,55% hoje (28). Em março, quando esses rendimentos atingiram 1,74%, o índice Nasdaq 100, de alta tecnologia, estava sendo negociado a cerca de 13.100, bem abaixo dos níveis atuais de quase 15.000.

Leia também

Crise de energia é vingança da velha economia, diz Goldman Sachs

URGENTE: Tesouro americano pode ficar sem dinheiro até 18 de outubro, diz Yellen


PUBLICIDADE