Cripto

Bitcoin e Ether se recuperam a níveis pré-proibição das criptomoedas na China

Repressão do governo chinês contra as criptomoedas afetou levemente preço dos tokens

Níveis se comparam ao período pré-repressão
Por Joanna Ossinger
27 de Setembro, 2021 | 12:06 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — O mercado de criptomoedas teve uma rápida recuperação após a turbulência da semana passada desencadeada pela última onda de repressão da China, com empresas como Bitcoin e Ether recuperando a maior parte de suas perdas na segunda-feira (27).

O Bitcoin subiu para cerca de US$ 44 mil às 2h35, horário de Brasília, chegando próximo ao nível de quando o Banco Popular da China (PBOC, na sigla em inglês) anunciou na sexta-feira (24) sua última etapa para controlar as criptomoedas. O Ether ultrapassou o nível da semana passada, chegando a US$ 3,1 mil.

“Durante as sessões do fim de semana, o Bitcoin mostrou alguma resiliência e agora recuperou a maioria dessas perdas”, disse Jeffrey Halley, analista de mercado sênior da Oanda Corp., em nota na segunda-feira (27). “Pode ser que as repressões anunciadas anteriormente pela China já estivessem embutidas nos preços”.

Veja mais: China anuncia que todas transações com criptomoedas são ilegais

PUBLICIDADE

Os mercados de criptomoedas ficaram agitados na sexta-feira (24), quando o PBOC emitiu uma nova proibição restritiva sobre transações e mineração em conjunto com várias outras agências estatais. Essa medida sinalizou que as políticas na China podem estar indo rumo a um nível mais sério e coordenado. Ao mesmo tempo, declarações anteriores de Pequim sobre as proibições não eliminaram totalmente as criptomoedas no país, então alguns traders foram mais otimistas sobre o efeito.

Uma área não está rendendo bons resultados: ações ou tokens com significativa dependência de criptomoedas na China. A Huobi Technology Holdings Ltd., listada em Hong Kong e uma exchange com presença significativa no continente, caiu 33%. O Huobi Token caiu cerca de 10% nas últimas 24 horas, de acordo com os preços da CoinGecko.

Enquanto isso, a empresa de software Meitu Inc., sediada em Fujian, caiu 6,1%, e a GRG Banking Equipment Co. caiu 2,4%. Essas quedas ocorreram depois que os estoques vinculados a criptomoedas caíram em outras regiões – como a MicroStrategy, que caiu 6,7% na sexta-feira (24) nos Estados Unidos.

Veja mais em bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Vale lidera pregão com minério de ferro de volta aos US$ 120


PUBLICIDADE