PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Viagens

Vai ter fila para renovar visto dos EUA? Trade turístico discute opções

Representantes da indústria de turismo e cônsules realizam primeira reunião para tratar do gargalo dos vistos vencidos

Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — Com a liberação das viagens aéreas dos brasileiros vacinados para os Estados Unidos, a partir de novembro, o setor turístico prevê uma maior procura por vistos para entrar no território americano. Nesta quinta-feira (23), está marcada a primeira reunião do setor com autoridades diplomáticas dos EUA, em São Paulo, a fim de discutir alternativas para organizar essa demanda extra e evitar filas enormes nos consulados.

Começaram a vencer já em 2020 os vistos de 10 anos. Com a reabertura do mercado, quero ser onde vai passar esse gargalo: a busca por visto americano para quem não tem”, diz Roberto Nedelciu, da Raidho Viagens, presidente da Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), em entrevista à Bloomberg Línea.

PUBLICIDADE

Veja mais: Agências de viagem cobram retomada dos cruzeiros no Brasil

A primeira reunião para tratar do assunto será com os cônsules em almoço em São Paulo. “Estamos conversando com eles uma forma de ajudá-los como será essa demanda. Não sei se vai ter prorrogação (dos prazos dos vistos que venceram em 2020), se vai ser alguma força-tarefa. Estamos conversando para chegar a uma solução”, disse Nedelciu.

A Casa Branca anunciou, no começo da semana, a reabertura das fronteiras aéreas para os brasileiros vacinados e de cidadãos de outras nacionalidades, em novembro. O setor turístico ainda aguarda as regras desse retorno dos turistas brasileiros. Uma das dúvidas é sobre as exigências de viagens de crianças que não foram vacinadas. Essa questão é importante porque a venda de pacotes turísticos para visitas aos parques de diversões da Flórida e da Califórnia depende da autorização de viagens para crianças.

PUBLICIDADE

O presidente da Braztoa lembra que a vacina da Pfizer foi aprovada para aplicação em crianças de 5 anos a 11 anos nos EUA, mas que no Brasil não há ainda previsão para o início da imunização dessa faixa etária.

Confira os tipos de vistos dos EUA:

B1 – negócios

B2 – turismo

PUBLICIDADE

C – de trânsito

D – tripulantes

F – estudante acadêmico

PUBLICIDADE

J – intercâmbio

I – representantes de meios de comunicação

M – estudante vocacional

PUBLICIDADE

H – para trainees e trabalhos temporários

L – para transferências de uma mesma empresa

O – para cidadãos estrangeiros com habilidades extraordinárias

P – para atletas, artistas e outros profissionais do entretenimento

PUBLICIDADE

Q – para programas internacionais de intercâmbio cultural

R – para profissionais religiosos

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE