Green

Desmatamento na Amazônia em agosto atinge maior índice em 10 anos

Acumulado desde janeiro de 2021 também ficou como o pior da década, segundo dados do Imazon

Área desmatada neste ano é 7% superior desmatamento em relação a agosto do ano passado
20 de Setembro, 2021 | 03:38 pm
Tempo de leitura: <1 minuto

Bloomberg Línea — O desmatamento na Amazônia chegou a 1.606 km² em agosto, o maior índice para o mês dos último dez anos. Com isso, o acumulado desde janeiro de 2021 também ficou como o pior da década. Os dados divulgados nesta segunda-feira (20) são do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

  • Segundo o Instituto, agosto foi o quinto mês deste ano em que o desmatamento atingiu o pior cenário desde 2012
  • Em relação a agosto do ano passado, a área desmatada neste ano é 7% superior. Já o acumulado de janeiro a agosto, de 7.715 km², é 48% maior do que no mesmo período de 2020

Veja mais: Se pagamos para tratar esgoto, por que não pagar para tratar carbono?

Estados com maior desmatamento

Desde maio, o Pará segue consecutivamente no topo do ranking dos estados que mais desmataram na Amazônia, e teve 638 km² destruídos apenas em agosto. Essa área representa 40% de toda a devastação na Amazônia Legal.

  • Em agosto, o estado concentrou 6 das 10 unidades de conservação do ranking das que mais desmataram e metade dos municípios, terras indígenas e assentamentos
  • Já o Amazonas segue pelo quarto mês consecutivo como o segundo que mais desmata na Amazônia, com 412 km² de floresta devastada em agosto, com 26% do total

Leia também

Ouro e Bitcoin não têm como superar o dinheiro, diz BlackRock

PUBLICIDADE