PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Yellen diz a assessores que apoia recondução de Powell como presidente do Fed

Conforme fontes, a incerteza sobre o impacto econômico da variante delta do coronavírus pode desencadear mais cautela sobre a mudança de liderança do banco central americano

Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, disse a conselheiros sêniores da Casa Branca que apoia a recondução de Jerome Powell como presidente do Federal Reserve, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

O presidente Joe Biden ainda não tomou uma decisão, disseram as pessoas, acrescentando que é provável que ele o faça perto do Dia do Trabalho nos Estados Unidos, em 6 de setembro.

PUBLICIDADE

Powell foi escolhido para a presidência do Fed pelo presidente Donald Trump em 2018, substituindo Yellen. O mandato do presidente é de quatro anos.

Funcionários da Casa Branca e do Tesouro não quiseram comentar.

A Casa Branca tem procurado mais amplamente por possíveis candidatos para o cargo, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto. Uma equipe de assessores tem examinado os discursos públicos e comentários dos candidatos a serem considerados, prestando atenção especial às opiniões sobre o mercado de trabalho, disseram.

PUBLICIDADE

A incerteza sobre o impacto econômico da variante delta do coronavírus pode desencadear mais cautela sobre a mudança de liderança no Fed em meio a uma crise, disseram duas pessoas. Os próximos meses podem ser complicados para o Fed, com o vírus lançando mais incertezas sobre o ritmo da recuperação econômica, incluindo o rumo da política monetária.

O apoio de Yellen dá a Powell um enorme impulso: suas quase duas décadas de experiência no banco central, incluindo quatro anos no comando, tornam seu conselho valioso.

Para Powell e seus apoiadores, incluindo congressistas republicanos e muitos em Wall Street que o veem como um par de mãos seguras, um sinal de apoio de Yellen chega em um momento importante. Powell fará um discurso muito aguardado na sexta-feira no simpósio anual de Jackson Hole do Fed de Kansas, possivelmente sinalizando quando e como o banco central provavelmente começará a retirar parte de seu apoio extraordinário à economia.

PUBLICIDADE

Embora se espere que as taxas de juros permaneçam próximas de zero pelo menos até o próximo ano, vários funcionários do Fed sinalizaram seu desejo de começar a reduzir o tamanho das compras mensais de títulos neste ano. Powell prometeu não surpreender os mercados com esse movimento eventual.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE