promo
Mercados

Estratégia de Cathie Wood atrai mais céticos com redução de rendimentos

Presidente da Ark ficou famosa por criar fundo de investimento em empresas que apresentem inovações disruptivas

Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — O número de céticos quanto à gestora de fundos famosa Cathie Wood aumentou e eles fizeram mais alarde.

Investidores de alto risco em fundos de hedge, como Michael Burry, que ficou famoso pelo filme A Grande Aposta, divulgaram posições vendidas em comparação ao fundo negociado em bolsa que é o carro-chefe de Wood, enquanto alguns entram em atrito com ela nas redes sociais e surge um movimento contrário ao ETF da Ark.

O diretor de investimentos da Semper Augustus Investments Group LLC, Chris Bloomstran, publicou em seu Twitter algumas observações sobre o ETF Ark Innovation e sua posição contrária a ele. Ele explicou as nuances das valorizações e os índices de rendimento para Wood em algumas de suas publicações.

O ponto positivo é que seis das 10 holdings do ETF estão gerando lucros, porém “o ponto negativo é que índice preço/lucro está um pouco mais alto do que estou acostumado”, publicou Bloomstran em seu perfil. “Eu concluí que você e sua equipe devem contar com o crescimento. Muito crescimento.”

Não estou fazendo uma comparação, pois minhas empresas normalmente geram lucros, enquanto a maioria das suas, não; talvez o índice preço/faturamento seja um comparador melhor ou mais útil. Devo admitir, não me lembro de ver uma carteira com ações negociadas por um valor de 15 vezes o faturamento. Talvez Janus em março de 2000?

Vários fundos de hedge, incluindo o Laurion Capital Management LP, o GoldenTree Asset Management LLC e o Cormorant Asset Management LLC possuem posições vendidas no ARKK, segundo os relatórios trimestrais mais recentes apresentados à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA.

O número de ações alugadas no ARKK aumentou desde o fim de junho, chegando a 4,6% das ações em circulação, valor próximo à alta recorde de 5,3% em março, segundo dados da IHS Markit.

O principal fundo de Wood e sua empresa Ark Investment Management LLC atraíram bilhões de dólares no último ano depois que suas apostas com foco em tecnologia trucidaram o mercado em 2020. Porém Wood e a Ark se esforçam para manter o impulso em meio a temores de preços elevados e inflação desenfreada.

Seu fundo principal, o ARKK, caiu cerca de 7% neste ano, após render 149% em 2020, chegando à lista de ETFs de melhor desempenho nos EUA e tornando Wood muito famosa. Este será seu primeiro prejuízo anual desde 2016.

Até agora, Wood refutou Burry apenas entre seus detratores. Ela afirmou em seu perfil no Twitter, na terça-feira, que Burry tomou uma “ótima decisão” no mercado de crédito imobiliário, mas ela acredita que ele não entende “os fundamentos que criam o crescimento explosivo e as oportunidades de investimento na área de inovação”.

Embora Wood tenha críticos, ela esteve um passo à frente de seus colegas ao reduzir as holdings atreladas a gigantes de tecnologia chinesas em meio à repressão generalizada do país em setores que vão desde educação até tecnologia.

A ampliação da reformulação regulatória em desenvolvimento na segunda maior economia do mundo reduziu em US$ 1 trilhão o valor de mercado das ações chinesas listadas em todo o mundo no mês passado. A liquidação fez com que alguns gestores de fundos questionassem suas alocações em ativos da China.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também

Mercado imobiliário de Londres mostra efeito do trabalho em casa

Duas sobreviventes de abuso sexual causam reviravolta em arbitragem do Airbnb

SEC aumenta escrutínio de IPOs de empresas chinesas nos EUA