PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Agosto registra maior número de cancelamentos de registro de companhia aberta no ano

Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou o cancelamento de outras quatro empresas

Sem o registro de companhia aberta, empresas ficam impedidas de negociar papéis na B3
09 de Agosto, 2021 | 10:06 am
Tempo de leitura: <1 minuto

São Paulo — Agosto já é o mês com o maior número de cancelamentos do registro de companhia aberta de 2021. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou, nesta segunda-feira (9), o cancelamento do registro de quatro companhias abertas, totalizando seis no período.

Segundo a comissão, foram cancelados os registros de Massa Falida da Transparaná S.A, Massa Falida de Sam Indústrias S.A., Massa Falida do Banco Cruzeiro do Sul S.A. e Pró-Metalurgia S.A. – Em Liquidação Extrajudicial.

PUBLICIDADE

Há ainda o cancelamento voluntário do registro, quando a própria companhia pede para deixar de ser listada. Neste mês, já foram dois casos (Linx e Participações Industriais do Nordeste). No ano, já totalizam 16 cancelamentos (5 de ofício, 1 por elisão por incorporação e 10 voluntários).

O cancelamento do registro não exime as companhias, seus controladores e administradores da responsabilidade decorrente das eventuais infrações cometidas anteriormente, ressalva a Superintendência de Relações com Empresas (SEP).

A SEP informou ainda que, após o cancelamento do registro, as companhias não podem ter os valores mobiliários por elas emitidos admitidos à negociação em mercados regulamentados, quais sejam: balcão organizado, bolsa ou balcão não organizado.

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE