Mercados

Metade das interessadas em abrir capital desiste de oferta; confira quem engavetou o IPO neste ano

Última a desistir de oferta pública foi a Athena Saúde, citando a “deterioração das condições do mercado”

Um dos hospitais da Athena Saúde, que desistiu de realizar IPO citando piora das condições de mercado para sua oferta
05 de Agosto, 2021 | 04:57 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — Metade das companhias brasileiras interessadas em captar recursos com a venda de ações em oferta inicial (IPO) desistiu da operação após solicitar o registro à Comissão de Valores Mobiliários. Hoje, a B3 recebeu a empresa de energia Raízen, a 41ª a entrar na Bolsa neste ano. Já outras 41 empresas preferiram engavetar seus planos e pediram desistência de realizar suas ofertas, segundo dados compilados pela autarquia.

A última foi a Athena Saúde, formada hoje por cinco operadoras, 24 clínicas, sete pronto-atendimentos e nove hospitais, com atuação nos Estados do Piauí, Maranhão e Rio Grande do Norte, Espírito Santo e Paraná. Controlada pelo fundo Brazilian Private Equity V, gerido pela Pátria Investimentos, a empresa de saúde suplementar justificou a decisão citando “a deterioração das condições dos mercados brasileiro e internacional que impactou diretamente os termos e condições da oferta pretendida”, em comunicado publicado em seu site.

Nos últimos meses, o mercado financeiro viveu um clima de aumento de incertezas sobre os rumos da política monetária dos EUA, que podem retirar os estímulos à economia e elevar os juros antes do esperado (2023), as pressões inflacionárias no Brasil, além dos ruídos políticos em ano pré-eleitoral e preocupações com a variante Delta da Covid-19.

A oferta da Athena Saúde teria o Bank of America como coordenador (líder), além da XP, Bradesco BBI, BTG Pactual, Itaú BBA, Santander e ABC Brasil. Todos os pedidos de reserva de papéis serão cancelados, e as instituições consorciadas comunicarão aos respectivos investidores a desistência da oferta. A faixa indicativa de preços de suas ações chegou a ser fixada (R$ 18,35 a R$ 23,12). Um fundo administrado pelo Pátria, dono de 90,8% da companhia, venderia uma fatia do negócio na operação.

PUBLICIDADE

A Athena Saúde, que chegou a suspender a oferta no primeiro semestre, planejava utilizar os recursos da venda de ações novas para comprar operadoras de planos de saúde, clínicas e hospitais.

Confira quem já desistiu de IPO neste ano

Janeiro

  • Construtora Emccamp
  • Farmácias Nissei
  • Açu Petróleo

Fevereiro

PUBLICIDADE
  • Nortis Incorporadora e Construtora
  • Oceana Offshore
  • EZ INC Incorporações Comerciais
  • Grupo MPR Participações
  • Estok Comércio e Representações
  • Paschoalotto Serviços Financeiros

Março

  • Kallas Incorporações e Construções
  • Yuny Incorporadora Holding
  • CFL
  • Urba Desenvolvimento Urbano
  • W2W E-commerce de Vinhos
  • Kalunga

Abril

  • Grupo Fartura
  • Uni.Co
  • Oleoplan Óleos Vegetais
  • CTC (Centro de Tecnologia Canavieira)
  • Vittia Fertilizantes e Biológicos
  • Casa & Vídeo Brasil
  • Privalia Brasil
  • Tegra Incorporadora
  • Infracommerce

Maio

  • Grupo Big Brasil
  • Método Engenharia
  • CM Hospitalar
  • Librelato Implementos Rodoviários
  • Grupo Avenida
  • Rio Alto Energias Renováveis

Junho

  • Cortel Holding
  • Guararapes Painéis
  • Ubook Editora

Julho

  • Iguá Saneamento
  • LG Informática
  • Entalpia
  • Hospital Care Caledônia
  • Laboratório Teuto Brasileiro
  • Bionexo
  • CDF Assistência e Suporte Digital

Agosto

  • Athena Saúde


Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.

PUBLICIDADE