PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Dona do maior IPO do ano, Raízen estreia na B3 com volatilidade e anuncia novo head de RI

Joint venture entre Cosan e Shell intercala altas e baixas na sua 1ª manhã de negociação, sem um viés claro e definido para o fechamento

Raízen faz maior IPO do ano na B3 com tese de crescimento com transição energética
05 de Agosto, 2021 | 12:23 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

São Paulo — Dona do maior IPO do ano na B3, que movimentou R$ 6,9 bilhões, a empresa brasileira de energia Raízen estreia, nesta quinta-feira (5), na B3 com sua ação (RAIZ4) apresentando volatilidade no começo do pregão.

O papel já foi de uma máxima de R$ 7,60 (+2,70%) a uma mínima de R$ 7,30 (+1,35%), intercalando oscilações negativas e positivas, após uma abertura a R$ 7,48 (+1,08%). Perto do meio-dia, o preço estava perto da estabilidade.

Em comunicado, a companhia anunciou que Phillipe Casale assumiu a posição de head de Relações com Investidores, reportando-se diretamente ao Guilherme Cerqueira, Diretor Financeiro e de Relações com Investidores.

Sociedade entre Cosan e Shell, a Raízen chega à Bolsa valendo R$ 76 bilhões. A produtora de açúcar e etanol e distribuidora de combustíveis precificou sua ação a R$ 7,40, no piso da faixa indicativa de preço (até R$ 9,60).

PUBLICIDADE

Com aposta no cenário de transição energética, em que o mercado busca valorizar a produção de energia de fontes renováveis, a Raízen planejar destinar 80% dos recursos levantado no IPO na construção de novas plantas para a expansão da produção de produtos renováveis e capacidade de comercialização.

Fila do IPO

Esta é a 41ª companhia a realizar IPO no ano. As próximas estreias no pregão devem ocorrer na próxima semana.

Na próxima semana, a B3 deve receber duas novas companhias. Estão em andamento as ofertas iniciais de ações da rede mineira de clínicas de tratamento contra o câncer Oncoclínicas do Brasil e da Humberg Agribrasil Comércio e Exportação de Grãos. A primeira deve precificar a ação da sua oferta (ONCO3) nesta sexta (6) e começar a ser listada na próxima terça (10), podendo captar mais de R$ 3,5 bilhões.

Já a trading Agribrasil deve começar a ser negociada na B3 no próximo dia 13 (sexta da próxima semana), após precificar sua ação no próximo dia 11. Com a venda de ações novas, a companhia planeja investir em logística, transporte e processamento de grãos, além de otimizar sua estrutura de capital.

Sérgio Ripardo

Sérgio Ripardo

Jornalista brasileiro com mais de 25 anos de experiência, com passagem por sites de alcance nacional como Folha e R7, cobrindo indicadores econômicos, mercado financeiro e companhias abertas.