PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

Seria Robinhood a próxima meme stock após IPO de US$ 32 bi?

Aguardada abertura de capital da corretora online divide opiniões

IPO polêmico atrai investidor pessoa física
Por Misyrlena Egkolfopoulou, Claire Ballentine e Eric Krebs
29 de Julho, 2021 | 08:42 pm
Tempo de leitura: 6 minutos

Bloomberg — A oferta pública inicial da Robinhood Markets Inc. não está recebendo ajuda do mundo das meme stocks que ajudou a criar.

PUBLICIDADE

Em vários cantos da internet, um dos IPOs mais assistidos do ano inspirou amor, ódio, ceticismo e - é claro - memes antes da estreia das ações na Nasdaq sob o ticker HOOD. Quando as negociações começaram, as ações afundaram abaixo do preço do IPO de US$ 38. Terminou o dia negociada com perda de 8,4%, a US$ 34,82 na Nasdaq.

A empresa contava com a participação da turma do varejo, para a qual reservou até 35% das ações. O IPO foi precificado no limite inferior da faixa em que as ações foram oferecidas, o que foi um sinal de que os investidores não estavam interessados em adquirir as ações.

PUBLICIDADE

Alguns investidores de varejo dizem que as ações irão, no jargão das ações, “ir para a lua” à medida que a empresa atrai milhões a mais para sua plataforma. Outros ainda não estão convencidos sobre o modelo de negócios da Robinhood e dos fluxos de receita de longo prazo.

Além disso, há o grupo de usuários do Reddit que não perdoou a corretora por restringir as compras da GameStop Corp. e de algumas outras ações durante um frenesi de negociações no varejo em janeiro.

“Como vimos várias vezes este ano, injetar volume de varejo em uma ação aumenta a volatilidade”, afirma Max Gokhman, chefe de alocação de ativos da Pacific Life Fund Advisors. “Se também adiciona combustível para mandar o foguete à lua é outra questão.” A forma como os investidores individuais percebem a Robinhood como empresa - se a veem como uma ferramenta para enfrentar o estabelecimento financeiro - pode acabar sendo mais importante do que o desempenho real dos negócios, acrescentou.

Uma atitude semelhante gerou uma onda de empresas como GameStop e AMC Entertainment Holdings Inc. este ano, com o mantra “gostamos das ações!” orientando decisões, mais do que os lucros, receitas ou avaliações da empresa.

Mike Speranza, 23, de Massachusetts, abriu uma conta na Robinhood há alguns meses, assim que leu que a empresa pode disponibilizar suas ações de IPO para seus usuários. Antes da estreia das ações, ele planejava investir até US$ 20 mil em uma empresa que acredita ser um desestabilizador e liderar a mudança no setor de trading.

PUBLICIDADE

“A plataforma é viciante, tem uma interface de usuário elegante, é simples de usar e a corretora padrão para novos investidores negociarem”, disse Speranza. “Gosto do seu potencial de se tornar o centro de investimento obrigatório e completo para a geração Y e a Geração Z, com ações, criptomoedas, Roth IRA, 401k, tudo em um só lugar.”

Speranza, que diz que ganhou US$ 25 mil em duas semanas com duas mil ações da AMC que comprou por US$ 2,40 e vendeu por US$ 15 em janeiro, reconheceu as desculpas do CEO da Robinhood, Vlad Tenev, pelas ações da empresa em meio à mania comercial.

“A situação em janeiro com o GME era um tanto duvidosa”, disse Speranza. Mas ele vê isso como “uma situação pontual, já que a equipe de gestão demonstrou ser competente e motivada. Eles também parecem estar genuinamente se desculpando pelo que aconteceu.”

Outros investidores não são tão facilmente persuadidos. Alguns postaram nas redes sociais que estão prontos para vender a ação - ou apostar que ela vai cair.

“Eles existem, apesar do que dizem, não para democratizar os investimentos, mas para gerar receita”, disse Stephen Weiss, sócio-gerente da Short Hills Capital. “No final das contas, talvez eles gerem uma renda consistente, mas também sou cético quanto a isso.”

Uma postagem no r/wallstreetbets, a popular central de investidores do Reddit, tentou condensar o processo de IPO de Robinhood em uma leitura de cinco minutos intitulada “The Good, The Bad and The Ugly of Robinhood”. As avaliações dos usuários foram misturadas. “Hood? Seu ticker deveria ser ROB”, escreveu um usuário. No Twitter, os críticos se perguntaram brincando se a empresa removeria o botão de compra de sua própria página de ações se o preço das ações subisse muito rápido.

PUBLICIDADE

A decisão da Robinhood de priorizar seus usuários durante sua oferta desequilibra o processo de IPO tradicional. Embora isso aumente a reputação da empresa como inovadora, a mudança também foi vista como um esforço para fazer as pazes com quaisquer usuários que ela tenha alienado. Qualquer falha na implementação, no entanto, pode ser outra dor de cabeça para uma empresa que já está trabalhando para restabelecer a confiança com a base de investidores que atende.

Robinhood recebeu uma multa recorde de US$ 70 milhões no mês passado por enganar clientes e aprovar negociações arriscadas de opções, entre outras infrações. A empresa disse que fez melhorias em suas operações, sem admitir culpa.

Um esforço coordenado para diminuir o preço das ações da Robinhood com um short seria difícil de realizar, segundo Joshua Mitts, professor da Columbia Law School especializado em mercados de valores mobiliários. Uma oferta limitada de ações disponíveis para empréstimo, especialmente perto do IPO, tornaria as vendas a descoberto extremamente caras, disse.

“O que vimos é o surgimento de negociações desprovidas de fundamentos, então é muito possível que um grande grupo de traders de varejo possa acabar assumindo uma posição na Robinhood que é na verdade economicamente irracional, como na GameStop”, disse Mitts. “Na verdade, tudo se resume a quanto capital eles estão dispostos a queimar. Como a posição vendida provavelmente será tão cara, isso realmente levantará a questão de quão comprometidos estão?”

PUBLICIDADE

Kish Bhola, 31, um investidor de Pittsburgh, Pensilvânia, viu rumores de vender um short da Robinhood nas redes sociais, mas não está preocupado.

“Se você olhar no Twitter, YouTube, Reddit, verá que o sentimento geral é negativo entre os investidores de varejo”, afirmou Bhola. “Qualquer queda seria temporária, e eu ficaria feliz se houvesse alguma queda impulsionada pelo meme, para somar aos preços baixos.”

Kenny Smith, 52, um trabalhador de petróleo e gás da Califórnia, também está otimista sobre Robinhood, apesar da ira online. Ele solicitou duas ações da Robinhood no IPO. Se sua proposta tiver sido aceita, poderá vender por cerca de US$ 250 cada dentro de seis meses, prevê.

“Acho que a Robinhood vai começar forte desde o início, e então vão seguir ganhando, porque mais e mais pessoas estão investindo”, disse Smith.

PUBLICIDADE

Para alguns investidores, as preocupações sobre Robinhood são sobre suas perspectivas de longo prazo e se a empresa pode criar um modelo de negócios que seja sustentável - e se seria capaz de sobreviver a uma grande desaceleração do mercado.

Vivian Tu, 27, investidora e criadora de conteúdo financeiro no TikTok, diz que testemunhou em primeira mão como Robinhood ajudou a tornar os traders de varejo uma força formidável nos mercados. Mas ficará fora deste IPO.

Isso se deve principalmente às preocupações com a principal fonte de receita da empresa: o pagamento por fluxo de pedidos, uma prática em que as corretoras enviam pedidos de clientes a firmas de trading como a Citadel Securities para que sejam realizados e recebam pagamentos em troca. É uma prática comum, mas controversa, e tem levado a dúvidas sobre conflitos de interesse, bem como a análise de reguladores e legisladores.

“A qualidade e as fontes de suas diferentes linhas de negócios e fluxos de receita são muito concentradas, e isso me preocupa”, afirma Tu. “Quando o GameStop acontece, todo mundo está negociando e o pagamento pelo fluxo de pedidos é grande. Mas quando as pessoas estão comprando e segurando, Robinhood não estará ganhando tanto dinheiro, e quando o volume de vendas no varejo se estabilizar, você provavelmente não verá esse segmento de sua receita realmente crescer no futuro. "

PUBLICIDADE

Tu vai esperar e assistir. Ela diz que monitorará a empresa pelos próximos seis meses em busca de quaisquer mudanças que possam afetar seu potencial de ganhos futuros.

“A questão não será o primeiro dia de negociação, mas o que acontecerá nos próximos dois ou três anos”, afirma Dave Ellison, gerente de portfólio do Hennessy Large Cap Financial Fund. “A questão no longo prazo será: a empresa oferece ganhos e crescimento de clientes e é capaz de moldar seu modelo de negócios em algo sustentável?”

Leia mais em bloomberg.com