The Body Shop vai fechar metade das lojas no Reino Unido após recuperação judicial

Marca de cosméticos e produtos de beleza, vendida pela Natura & Co. no ano passado, concluiu que o atual portfólio de lojas não é viável

Loja da The Body Shop, em Londres
Por Katie Linsell - Sabah Meddings
20 de Fevereiro, 2024 | 03:19 PM

Bloomberg — A The Body Shop irá fechar quase metade de suas 198 lojas no Reino Unido após as operações britânicas da varejista terem entrado em recuperação judicial na semana passada.

Os administradores da FRP Advisory concluíram que o portfólio atual de lojas não é viável e sete lojas serão fechadas imediatamente, de acordo com um comunicado divulgado na terça-feira (20), incluindo locais na Oxford Street, em Londres, e em Canary Wharf.

A empresa irá focar em suas vendas online e atacado, enquanto mais de 300 empregos estão previstos para serem cortados no escritório central da empresa.

A The Body Shop foi fundada em 1976 pela ativista dos direitos dos animais Anita Roddick, começando com uma pequena loja em Brighton, na costa sul da Inglaterra.

PUBLICIDADE

Tornou-se popular por vender cosméticos e produtos de higiene que não eram testados em animais, mas a empresa tem enfrentado dificuldades para competir com rivais e tem sido não lucrativa há anos.

O negócio da empresa no Reino Unido entrou em recuperação judicial na semana passada, depois que a empresa de private equity Aurelius concordou em adquirir a varejista em novembro da conglomerado brasileiro de cosméticos Natura & Co. (NTCO3) em um acordo que avaliou a The Body Shop em £207 milhões (US$ 262 milhões).

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Natura vende The Body Shop para fundo alemão por cerca de US$ 250 milhões

Mercado global de M&As tem início de ano aquecido e negócios somam US$ 425 bi