Mercado Livre: lucro supera projeções no 2º tri e ações sobem mais de 5%

Empresa teve receita total de US$ 3,4 bilhões no período, um crescimento de 57,3% em moeda constante; diretor de RI diz que MELI avalia adesão ao Remessa Conforme

Empresa divulgou nesta quarta-feira (2) que teve um lucro líquido de US$ 261,9 milhões no segundo trimestre de 2023 (Foto: Jonne Roriz/Bloomberg)
02 de Agosto, 2023 | 07:06 PM

Bloomberg Línea — O Mercado Livre (MELI) divulgou nesta quarta-feira (2), depois do fechamento do mercado, que obteve um lucro líquido de US$ 261,9 milhões no segundo trimestre de 2023, equivalente a US$ 5,22 por ação, acima do consenso da Bloomberg, que apontava US$ 4,31. Segundo dados da Bloomberg, o lucro por ação ajustado da empresa superou as estimativas em nove dos últimos 12 trimestres.

A empresa líder do mercado de e-commerce na América Latina teve uma receita total de US$ 3,4 bilhões no período, um crescimento de 57,3% em moeda constante em relação ao segundo trimestre de 2022, enquanto o consenso da Bloomberg estimava uma receita líquida de US$ 3,3 bilhões.

Os preços das ações subiam mais de 5,30% perto das 19h de Brasília após o anúncio. As ações do Mercado Livre subiram cerca de 40% neste ano, em linha com o Nasdaq 100.

Segundo a empresa, a receita foi puxada pelo incremento de 8,1 milhões de novos usuários. O Mercado Livre disse ainda que atingiu um resultado operacional de US$ 558 milhões, uma alta de 123,7% em dólar, e margem de 16,3%, com contribuição de todas as geografias e negócios, em especial Brasil e México.

PUBLICIDADE

Impacto de isenção de impostos

Analistas do Bank of America (BAC) pontuaram que as novas regras de isenção fiscal no Brasil para produtos importados poderiam representar um desafio para as operações do e-commerce no país, já que o Mercado Livre concorre com plataformas que importam produtos isentos de impostos.

Richard Cathcart, diretor de Relações com Investidores do Mercado Livre, disse em entrevista à Bloomberg Línea que está a favor da estrutura de Remessa Conforme proposta pelo governo.

O regime conhecido como Remessa Conforme deixará de cobrar imposto de importação de compras de até US$ 50 em sites internacionais, que “começa a trazer um pouco mais de organização nesse segmento do mercado”, mas disse que a empresa “ainda tem algumas ressalvas”.

PUBLICIDADE
LEIA +
Rappi: Os planos do novo CEO para atrair restaurantes após as regras do Cade

Ele disse que uma das ressalvas se refere à redução (isenção) da alíquota de taxa de importação.

“Temos algumas dificuldades para entender, mas eu acho que um dos pontos interessantes aqui é que a porta já estava aberta para muitas dessas plataformas”, pontuou.

Isso, no entanto, não impediu o crescimento das vendas em categorias que sofrem a concorrência direta com importados. “Ao longo dos últimos quatro trimestres, a nossa categoria de vestuário no Brasil tem crescido em um ritmo muito bom, bem alinhado com o crescimento de GMV (volume total de mercadorias transacionadas na plataforma) como um todo”, disse o executivo.

Segundo Cathcart, o Mercado Livre tem ferramentas e vantagens competitivas para competir com essas plataformas. Ainda assim, ele disse que a empresa pode decidir importar mercadorias do exterior para manter a competitividade. “Também avaliamos a adesão à Remessa Conforme”, afirmou.

Resultados do trimestre

O volume total de pagamentos processados pelo Mercado Pago superou US$ 42 bilhões. A geração de caixa operacional permitiu que a posição total atingisse US$ 3,8 bilhões. A receita líquida cresceu 31% e o lucro operacional bateu um novo recorde: US$ 558 milhões.

“Esse desempenho foi puxado por todos os países e todos os negócios, mas um grande destaque foi o México, em que o lucro foi quase três vezes maior, e também o Brasil, onde o lucro cresceu 77% ao ano”. O volume de vendas no marketplace também superou a marca dos US$ 10 bilhões pela primeira vez, impulsionado pelo crescimento em diversos setores, incluindo pagamentos e crédito.

O Mercado Pago ultrapassou 45,3 milhões de usuários ativos, alta de 18,3% - somente nos últimos 12 meses, mais de 7,1 milhões de novos usuários foram adicionados.

PUBLICIDADE

O consenso tinha uma estimativa de receitas da companhia de US$ 1,51 bilhão e o resultado atingiu US$ 1,5 bilhão, com crescimento de 48,4% em moeda local.

LEIA +
Mercado Livre segue em ritmo recorde, mas não prevê acelerar crédito em 2023

No Brasil, o negócio de venda direta (1P) teve melhora da margem e crescimento de 59% em moeda constante.

Os serviços de publicidade digital, liderados pelo Mercado Ads, tiveram crescimento de receita pelo quinto trimestre consecutivo e corresponderam a 1,6% do GMV da operação de marketplace, enquanto no trimestre anterior representava 1,4%. “A receita de Ads cresceu acima de 70%”, disse Cathcart.

O consenso de analistas ouvidos pela Bloomberg esperavam que as receitas de comércio eletrônico fossem de US$ 1,77 bilhão, e elas atingiram US$ 1,9 bilhão, um crescimento de 64,8% em moeda constante na comparação anual. Isso foi resultado do crescimento do volume de vendas no período, quando o total de compradores únicos atingiu 76,6 milhões.

PUBLICIDADE

Cenário macro

Questionado sobre as expectativas para o corte de juros no Brasil, Cathcart disse que a decisão não impacta a estratégia no país, citando que o Mercado Livre tem entregado resultados ao longo dos últimos trimestres, mesmo com a taxa básica de juros já em um nível alto.

Mas a volatilidade do câmbio na Argentina segue um desafio.

Segundo a Bloomberg News, traders estão começando a fazer movimentos tímidos de retorno às ações argentinas, em busca de uma possível mudança de regime após as eleições de outubro. Alguns analistas estão começando a recomendar ações de empresas latino-americanas listadas nos Estados Unidos com operações na Argentina, como o Mercado Livre, que poderia se beneficiar.

Segundo Cathcart, a estratégia na Argentina é o foco no longo prazo.

PUBLICIDADE

“Teremos que ver o resultado da eleição para dispormos de uma visão de possíveis mudanças no regime de câmbio na Argentina. Não muda no curto prazo”, disse.

Segundo analistas do JPMorgan (JPM), somente uma desvalorização mais brusca do peso argentino poderia impactar o lucro por ação do Mercado Livre. “Na nossa estimativa simulamos o efeito de uma desvalorização de 100% nos resultados do primeiro semestre. A nossa estimativa é que isso teria tido um impacto mais ou menos neutro, até levemente positivo no nosso lucro líquido”, disse.

PUBLICIDADE

“Na Argentina, estamos vendo uma demanda um pouco baixa no e-commerce do marketplace com as pressões nos bolsos dos consumidores, mas, ao mesmo tempo, nesse ambiente, aumentam a procura por serviços financeiros simples, que ajudam o consumidor a não perder tanto dinheiro para a inflação”, disse.

“Temos uma conta remunerada na Argentina, que paga uma taxa de juros de 80% ao ano.”

No segundo trimestre, o número de pessoas que usam essa conta aumentou 80%.

PUBLICIDADE

A empresa também tem explorando outras verticais: no México, o Mercado Livre está operando farmácias em uma pequena escala. No Brasil, isso não seria possível por causa de regulações, segundo Cathcart. “Mas no Brasil nós ainda temos a categoria de supermercado como vertical, que, no longo prazo, pode ser algo de tamanho muito maior do que é hoje.”

O México, que já era o segundo maior mercado em itens vendidos desde o final de 2020, ultrapassou a Argentina como o segundo maior mercado em volume de vendas no segundo trimestre. O país também teve o maior crescimento em volume de produtos vendidos na região.

Crédito

O custo de funding varia de acordo com a taxa de juros nos mercados diferentes: portanto, no Brasil e no México, o custo não subiu em relação a outros períodos, mas, na Argentina, aumentou.

PUBLICIDADE

Segundo Cathcart, os juros na Argentina são precificados para acompanhar esse movimento. Para o executivo, os níveis da carteira de crédito estão “saudáveis”.

“A rentabilidade da carteira de crédito tem sido boa e a contribuição ao longo da carteira de crédito subiu de US$ 100 milhões do ano passado para US$ 150 milhões. Ou seja, foram US$ 150 milhões do total de US$ 558 milhões de lucro operacional.”

A carteira de crédito cresceu mais de 21% na América Latina, atingindo US$ 3,3 bilhões.

PUBLICIDADE

Cathcart disse ainda que as safras mais recentes de cartões de crédito no Brasil nos últimos meses “têm apresentado um desempenho muito bom”, a tal ponto que a empresa aumentou a emissão de novos cartões no segundo trimestre e lançou o cartão de crédito no México ao fim do primeiro trimestre.

“Estamos aumentando aos poucos, tanto no Brasil quanto no México.”

Na Argentina, o Mercado Livre não considera lançar um cartão de crédito, já que oferece linha de crédito e pagamentos via QR Code.

Em relação aos avanços da Inteligência Artificial, Cathcart disse que a empresa já utiliza essa tecnologia há alguns anos e continuará a investir nessa área para aumentar a produtividade de seus desenvolvedores e melhorar a experiência do usuário. Os engenheiros têm acesso à ferramenta CoPilot, do GitHub, para aumentar a produtividade checando códigos.

Leia também

Inadimplência sobe, mas Nubank quer acelerar o crédito e ação dispara. Entenda

Isabela  Fleischmann

Jornalista brasileira especializada na cobertura de tecnologia, inovação e startups