Minério de ferro tem pior semana desde março com receios sobre China

Futuros da matéria-prima siderúrgica encerraram a sessão abaixo de US$ 120 a tonelada pelo terceiro dia; na semana, tombo chegou aos 9%

Minério de ferro tem pior semana desde março com receios sobre China |
Por Liz Ng "Liz"
23 de Fevereiro, 2024 | 09:15 AM

Bloomberg — O minério de ferro teve a maior queda semanal em quase um ano, em meio a receios de que a demanda por aço na China possa decepcionar.

Os futuros em Singapura foram negociados abaixo de US$ 120 a tonelada pela terceira sessão consecutiva após um tombo semanal de quase 9%, o maior desde março de 2023.

Passada a semana do Ano Novo Lunar, operadores disseram que há poucos sinais de recuperação nos setores siderúrgico e imobiliário da China, apesar de medidas de estímulo.

Os rumos do preço do minério dependem agora do desempenho das usinas siderúrgicas chinesas, que compram a maior parte dos embarques do Brasil e da Austrália.

PUBLICIDADE

Desde a volta do feriado de uma semana na China, o consumo de aço ainda não aumentou, as margens das usinas continuam apertadas e a produção de ferro fundido permanece moderada, segundo a Huatai Futures.

Veja mais em bloomberg.com

Leia também:

PUBLICIDADE

Mercado Livre volta a acelerar o crédito e vê início de ano ‘muito forte’, diz RI

Goldman Sachs adia aposta no primeiro corte da taxa de juros do Fed para junho