Embate inflação x juros, rumo do S&P 500 e balanços: os eventos que movem os mercados

O prato principal da semana será a inflação nos EUA e seu eco no Fed; a atenção também recai sobre os balanços e novas movimentações de M&A

Estes são os eventos que orientam os investidores e movem os mercados hoje
12 de Fevereiro, 2024 | 07:14 AM

Barcelona, Espanha — A semana será silenciosa na Ásia, onde grande parte do mercados, incluindo a China, fecha para o Ano Novo Lunar. O carro-chefe vem amanhã com a divulgação do índice de preços ao consumidor dos Estados Unidos, crucial para prever o começo do ciclo de redução dos juros. Os investidores também observam se o S&P 500, que superou os 5.000 pontos pela primeira vez na sexta-feira, impulsionado por grandes empresas de tecnologia, se manterá acima dessa barreira psicológica.

🤼‍♀️ Inflação x Juros. Estima-se que a inflação anual dos EUA tenha recuado para 2,9% em janeiro, de 3,4% no mês anterior, segundo economistas consultados pela Bloomberg. Seria a primeira vez que a inflação fica abaixo de 3% desde março de 2021. A análise do mercado de swaps sugere que os investidores estimam apenas 15% de chances de o Federal Reserve reduzir as taxas em março, uma queda significativa em relação aos 65% previstos há um mês. Para 2024, agora se espera que ocorram quatro cortes de 25 pontos-base, em contraste com os sete antecipados no fim do ano passado.

Assine a newsletter matinal Breakfast, uma seleção da Bloomberg Línea com os temas de destaque em negócios e finanças no Brasil e no mundo.

⚡️ “Focado como um laser”. Assim Raphael Bostic, presidente do Federal Reserve Bank de Atlanta, disse estar quando o assunto é cumprir a meta de inflação, enquanto Lorie Logan, de Dallas, mencionou não ver urgência para afrouxamento monetário. Mais declarações de membros do Fed são esperadas esta semana, com Neel Kashkari, Michelle Bowman e Thomas Barkin programados para hoje.

💲 Sinais cripto. No foco também estará no bitcoin, que tem oscilado em um padrão que remete ao dinamismo observado há um ano, influenciado pelo lançamento bem-sucedido de fundos negociados em bolsa nos EUA dedicados à criptomoeda. A moeda digital chegou a subir cerca de 1%, para US$ 48.436, esta manhã, depois de mudar de rumo, com pequenas variações. O otimismo neste mercado se instaurou após a introdução de nove novos fundos de Bitcoin à vista nos EUA em 11 de janeiro, que já captaram mais de US$ 9 bilhões em investimentos, refletindo o interesse contínuo dos investidores apesar das flutuações do mercado.

PUBLICIDADE

🤝 Movimentação M&A. A Advent International está trabalhando com consultores em uma possível venda de 2 bilhões de libras (US$2,5 bilhões) do grupo britânico de entrega de encomendas Evri, informou o Sunday Times. A empresa americana contratou a Rothschild & Co. para explorar opções, segundo a reportagem, citando fonte a par do assunto. A Advent possui uma participação de 75% na Evri, que pagou um dividendo de 762 milhões de libras a seus acionistas.

📊 Na lista de balanços. A produtora de bebidas alcoólicas Pernod Ricard e a cervejaria Heineken estarão à mercê da confiança vacilante do consumidor na Europa nos balanços desta semana. O crescimento de ambas as empresas depende da força do mercado asiático e da popularidade de suas marcas premium de preço mais alto, disse Duncan Fox, da Bloomberg Intelligence.

🔴 Capítulos do conflito. Israel lançou mais ataques aéreos em Rafah na manhã de segunda-feira e libertou dois israelenses mantidos reféns. Paralelamente, o ministro das Relações Exteriores do Irã disse que a guerra em Gaza pode estar mais próxima de uma “solução diplomática” ao discutir a possível libertação de reféns israelenses capturados pelo Hamas durante uma reunião com os líderes dos grupos de resistência palestinos.

PUBLICIDADE

📈 O vaivém dos ativos. Os contratos futuros de índices dos EUA operavam hesitantes e com pequenas variações em direções opostas. As bolsas europeias quase todas subiam.

Na Ásia, muitos mercados estiveram fechados para o feriado do Ano Novo Lunar - China, Hong Kong, Cingapura, Taiwan e Coreia do Sul. As ações na Austrália, Nova Zelândia, Índia e Filipinas caíram em meio a uma falta de pistas na região. Também não operaram hoje as bolsas do Japão (Dia Nacional).

Os prêmios dos títulos soberanos dos EUA a 10 anos hoje subiam. Os contratos de petróleo WTI recuavam, assim como aqueles atrelados ao ouro. O bitcoin, que antes subia, mudava de rumo, com variações discretas.

(Com informações de Bloomberg News)

🗓️ AGENDA: Os eventos e indicadores em destaque hoje e na semana →

Os mercados esta manhãdfd
🔘 As bolsas na sexta (09/02): Dow Jones Industrials (-0,14%), S&P 500 (+0,57%), Nasdaq Composite (+1,25%), Stoxx 600 (-0,09%), Ibovespa (-0,15%)
Michelly Teixeira

Jornalista com mais de 20 anos como editora e repórter. Em seus 13 anos de Espanha, trabalhou na Radio Nacional de España/RNE e colaborou com a agência REDD Intelligence. No Brasil, passou pelas redações do Valor, Agência Estado e Gazeta Mercantil. Tem um MBA em Finanças, é pós-graduada em Marketing e fez um mestrado em Digital Business na ESADE.