Dólar sobe a R$ 4,95 em semana de decisão de juros no Brasil e nos EUA

O real se depreciava em relação ao dólar na manhã desta segunda-feira (11); confira o desempenho do câmbio no início das negociações

Dólar sobe a R$ 4,95 em semana de decisão de juros no Brasil e nos EUA
11 de Dezembro, 2023 | 09:46 AM

Bloomberg Línea — O dólar (USDBRL) avança na manhã desta segunda-feira (11), em uma semana movimentada para os mercados, com dados de inflação seguidos por decisões de juros no Brasil e nos Estados Unidos.

Por aqui, um corte de 0,50 ponto percentual na Selic e a indicação de novas reduções de mesma magnitude no futuro são o resultado mais esperado. Já nos EUA, os investidores estarão em busca de sinalizações sobre o início do corte de juros, uma vez que operadores têm continuamente antecipado as probabilidades de um ciclo de flexibilização.

A moeda americana era cotada a R$ 4,95, com alta de 0,35% às 9h40 (horário de Brasília).

LEIA +
Cinco coisas que você precisa saber para começar esta segunda-feira

No pregão anterior, o dólar encerrou as negociações cotado a R$ 4,93, com alta de 0,52%. O valor máximo chegou a R$ 4,93, e o mínimo foi de R$ 4,90.

PUBLICIDADE

O real tem alta de 6,37% em relação ao dólar no acumulado do ano. O valor máximo foi registrado no dia 3 de janeiro, quando a cotação do dólar atingiu R$ 5,46. Já a mínima foi de R$ 4,73 no dia 31 de julho. A cotação média do dólar no período foi de R$ 5,00.

Neste ano, a moeda brasileira ocupa a posição número 4 em uma cesta das 23 moedas de mercados emergentes com maior valorização.

A divisa com o maior desempenho no ano é o peso colombiano, com variação de 17,77%. Já a com o menor desempenho é o peso argentino, que soma perdas de 105,54%.

PUBLICIDADE

As moedas latino-americanas tiveram o seguinte desempenho até o momento no ano:

  • O peso colombiano (COP) se valoriza em 17,77%;
  • O sol peruano (PEN) se valoriza em 1,32%;
  • O peso mexicano (MXN) se valoriza em 10,76%;
  • O peso chileno (CLP) se desvaloriza em 2,63%;
  • O peso argentino (ARS) se desvaloriza em 105,54%;

Já o Ibovespa (IBOV) subiu 0,86% no fechamento de última sexta-feira 8 de dezembro, aos 126.009,57 pontos.

As ações do Ibovespa com melhor desempenho última sexta-feira 8 de dezembro, foram:

  • Arezzo (ARZZ3) subiu 3,63%;
  • Cosan (CSAN3) subiu 3,36%;
  • Petroreconcavo (RECV3) subiu 3,27%;

E as de pior desempenho foram:

  • Azul (AZUL4) caiu 4,33%;
  • IRB-Brasil (IRBR3) caiu 4,04%;
  • Casas Bahia (BHIA3) caiu 3,77%.

-- Conteúdo elaborado com auxílio de dados automatizados da Bloomberg.

Leia também:

Inflação de 15.000% na Argentina? Veja a reação de 5 economistas ao discurso de Milei

Bitcoin: cripto vê primeira forte queda em quatro meses após rali de 150% no ano