Dólar hoje: moeda americana sobe nesta quinta-feira, 8 de fevereiro

O real se depreciava em relação ao dólar na manhã de quinta-feira, 8 de fevereiro. Veja o desempenho do câmbio no início das negociações

Crédito: (Shutterstock)
08 de Fevereiro, 2024 | 09:36 AM

Bloomberg Línea — O dólar (USDBRL) subia nas negociações na manhã desta quinta-feira (7). A moeda americana era cotada a R$ 4,98, com valorização de 0,15%, às 9h36 (horário de Brasília).

No pregão anterior, o dólar encerrou as negociações cotado a R$ 4,97, com alta de 0,24%. O valor máximo chegou a R$ 4,97, e o mínimo foi de R$ 4,95.

Os investidores ficam de olho nesta quinta-feira (8) na divulgação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e reagem às afirmações dos dirigentes do Federal Reserve (Fed) sobre os juros dos Estados Unidos.

O IPCA teve alta de 0,42% em janeiro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em dezembro, a alta havia sido de 0,56%.

PUBLICIDADE

Economistas consultados pela Bloomberg esperavam uma desaceleração para 0,34%.

LEIA +
Localiza: os riscos aos negócios que entraram no radar de bancos de Wall Street

Segundo o IBGE, a alta no primeiro mês do ano foi influenciada especialmente pelo aumento de 1,38% do grupo alimentação e bebidas, que tem o maior peso no indicador, de 21,12%. Essa é a maior alta de alimentação e bebidas para um mês de janeiro desde 2016.

Já nos Estados Unidos, quatro autoridades do Fed sugeriram ontem que não veem um caso urgente para diminuir as taxas de juros, somando-se a uma lista de formuladores de políticas nos últimos dias que deixaram claro que um corte não é provável até maio, no mínimo.

PUBLICIDADE

Na China, dados mostraram que os preços ao consumidor caíram no mês passado no ritmo mais rápido desde a crise financeira global, aumentando a pressão sobre o governo para intensificar o apoio a uma recuperação econômica cambaleante que está tumultuando os mercados.

O índice de preços ao consumidor caiu 0,8% em janeiro em relação ao ano anterior, informou o Escritório Nacional de Estatísticas da China, o mais fraco desde setembro de 2009. A queda foi pior do que as expectativas dos economistas de uma queda de 0,5%.

Neste ano, o real acumula queda de 2,54% em relação ao dólar. O valor máximo foi registrado no dia 22 de janeiro, quando a cotação do dólar atingiu R$ 4,98. Já a mínima foi de R$ 4,85 no dia 12 de janeiro. A cotação média do dólar no período foi de R$ 4,93.

Neste ano, a moeda brasileira ocupa a posição número 11 em uma cesta das 23 moedas de mercados emergentes com maior valorização.

A moeda com o maior desempenho no ano é USDINR:CUR, com variação de 0,30%. Já a divisa com o menor desempenho é o peso chileno, que variou -8,28%.

As moedas latino-americanas tiveram o seguinte desempenho até o momento no ano:

  • O peso colombiano (COP) se desvaloriza em 2,08%
  • O sol peruano (PEN) se desvaloriza em 3,70%
  • O peso mexicano (MXN) se desvaloriza em 0,63%
  • O peso chileno (CLP) se desvaloriza em 8,28%
  • O peso argentino (ARS) se desvaloriza em 2,68%

Já o Ibovespa caiu 0,36% no fechamento de ontem, 7 de fevereiro, aos 130.416,31 pontos.

PUBLICIDADE

As ações do Ibovespa com melhor desempenho ontem, 7 de fevereiro, foram:

  • Vamos (VAMO3) subiu 3,02%
  • Hypera SA (HYPE3) subiu 2,65%
  • 3R PETROLEUM OLEO E GAS SA (RRRP3) subiu 2,45%

E as de pior desempenho foram:

  • CVC (CVCB3) caiu 1,90%
  • Cia Brasileira de Distribuicao (PCAR3) caiu 2,70%
  • Azul (AZUL4) caiu 2,91%

- Com colaboração de Tamires Vitorio. Conteúdo elaborado com auxílio de dados automatizados da Bloomberg.

Leia também:

PUBLICIDADE

Bradesco terá evolução gradual, sem apostar em ‘bala de prata’, diz novo CEO

Petrobras enfrenta desafio de recompor reservas a longo prazo

Empresas e bancos mudam planos de captação com restrição do CMN a títulos isentos