BYD: estratégia agressiva de preços afeta margens e se torna preocupação para investidores

Ações da fabricante de carros elétricos caíram até 7,4% em Hong Kong, a maior queda desde agosto, após reportar resultados abaixo do previsto

Desempenho fraco dos papéis contrasta com a alta imediata das ações de seus concorrentes menores
Por Charlotte Yang
27 de Março, 2024 | 08:24 AM

Bloomberg — No altamente competitivo mercado de veículos elétricos da China, um resultado levemente abaixo do esperado tende a ter forte impacto negativo sobre a companhia. É o que descobriu a BYD nesta quarta-feira (27).

A empresa reportou lucros de 2023 que ficaram cerca de 1 bilhão de yuan (US$ 138 milhões) abaixo do previsto, levantando dúvidas sobre se a maior fabricante de EVs da China pode sustentar um forte crescimento dos lucros enquanto enfrenta uma intensa guerra de preços.

Suas ações caíram mesmo depois que a companhia anunciou que o pagamento de dividendos quase triplicou. As ações da BYD caíram até 7,4% em Hong Kong, a maior queda desde agosto, após o balanço.

O desempenho fraco contrasta com a alta imediata das ações de seus concorrentes menores – como Li Auto e Zhejiang Leapmotor Technology – que superaram as expectativas de lucros.

PUBLICIDADE

Embora muitos deles ainda lutem para obter lucro com seus negócios de EVs, eles aumentaram as margens e reduziram as perdas.

  Desempenho das ações um dia após a divulgação dos balanços. Fonte: Bloombergdfd

Até mesmo o anúncio de dividendos de 3,1 yuans por ação da BYD não conseguiu acalmar os investidores, que estão focados em métricas mais relacionadas à operação.

“A preocupação pode ser em relação a lucros menores por carro, o que não é bom para o nível de competitividade do setor”, disse Xin-Yao Ng, diretor de investimentos da abrdn.

O lucro por veículo da BYD provavelmente diminuiu 25% no quarto trimestre, escreveram analistas do Morgan Stanley (MS), incluindo Tim Hsiao, em relatório divulgado na terça-feira (26).

Também é provável que o preço médio de venda por veículo tenha caído pelo quarto trimestre seguido, já que os descontos de marcas mais populares superaram as exportações e produtos premium, disseram eles.

Apesar de vendas mais altas para modelos premium e da crescente escala de produção, a BYD adotou um tom mais cauteloso em uma teleconferência nesta quarta-feira ao discutir o lucro unitário dos veículos, dada a intensa concorrência de preços, observaram os analistas do Morgan Stanley em um relatório.

“Achamos que isso implica uma manutenção da estratégia agressiva de preços da BYD para defender sua participação de mercado”, escreveram os analistas.

PUBLICIDADE

A BYD também está confiante em alcançar um aumento de 20% ao ano no volume e um lucro estável em 2024, acrescentou o banco americano.

Veja mais em bloomberg.com