Brasil

PIB do Brasil cresce 0,1% no terceiro trimestre, acima do esperado

Na comparação com o mesmo trimestre de 2022, o Produto Interno Bruto cresceu 2%; no acumulado do ano, expansão é de 3,2%, segundo o IBGE

Maíz bresileño
05 de Dezembro, 2023 | 09:18 AM

Bloomberg Línea — O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil teve variação de 0,1% no terceiro trimestre na comparação trimestral, com um valor corrente registrado de R$ 2,7 trilhões no período. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com o mesmo trimestre de 2022, o PIB cresceu 2%, enquanto no acumulado nos quatro trimestres encerrados em setembro a expansão da atividade foi de 3,1% frente aos quatro trimestres imediatamente anteriores. No acumulado do ano, o PIB tem crescimento de 3,2%.

Economistas consultados pela Bloomberg estimavam desaceleração do crescimento para 1,8% sobre o mesmo período do ano passado. Já na comparação trimestral, a expectativa mediana era de queda de 0,2%.

LEIA +
Este banco suíco prevê a Selic a 9,25% ao ano e dólar a R$ 4,50

De acordo com o IBGE, tanto o setor de Serviços quanto a Indústria avançaram 0,6% na comparação mensal. O consumo das famílias avançou 1,1%, as exportações, 3%, enquanto investimentos e importações recuaram 2,5% e 2,1%, respectivamente.

PUBLICIDADE

“Olhando por dentro do setor de serviços, os maiores destaques são as atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados (1,3%), especialmente na parte ligada aos seguros, e as imobiliárias (1,3%), com o aumento no número dos domicílios”, ressaltou Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, em nota.

A Agropecuária, por sua vez, que foi o grande destaque do primeiro semestre, recuou 3,3% por conta da saída da colheita. Na comparação anual, entretanto, a alta é de 8,8%.

O dado do terceiro trimestre representa a terceira taxa positiva consecutiva, após variação de -0,1% nos últimos três meses do ano passado. Com isso, o PIB está novamente no maior patamar da série histórica e opera 7,2% acima do nível pré-pandemia, registrado no quarto trimestre de 2019.

PUBLICIDADE

Leia também:

As 10 ações mais recomendadas para dezembro, segundo 14 bancos e corretoras

Safra questiona plano da Americanas na Justiça e cita supostas irregularidades