Lucros de agricultores dos EUA devem cair 26% em 2024, segundo estimativas do governo

Se as projeções se confirmarem, pode ser a maior queda anual desde 2006; Departamento de Agricultura dos EUA prevê lucro líquido de US$ 116,1 bilhões neste ano

Colheita de milho nos EUA
Por Ilena Peng
08 de Fevereiro, 2024 | 10:35 AM

Bloomberg — Agricultores dos Estados Unidos devem enfrentar o maior impacto em sua renda desde 2006 este ano, à medida que uma queda nos mercados agrícolas prejudica as receitas.

O lucro líquido das fazendas deve cair cerca de 26% em 2024, para US$ 116,1 bilhões, de acordo com estimativa do Departamento de Agricultura dos EUA divulgados na quarta-feira (6). Se a previsão se mantiver, isso marcaria a maior queda ano a ano desde 2006.

A perspectiva é a primeira da agência para o ano e vem depois de uma queda de 16% do lucro líquido em 2023.

LEIA +
Soja brasileira atrai encomenda inesperada dos EUA com preços mais competitivos

Os preços das principais safras despencaram em meio a uma maior oferta de suprimentos. Ao mesmo tempo, agricultores americanos começaram a perder sua dominância no transporte global de grãos, à medida que o Brasil fortalece sua posição.

PUBLICIDADE

A queda esperada em 2024 coloca os lucros abaixo da média de 20 anos de US$ 118,2 bilhões, de acordo com o USDA.

Espera-se que os pagamentos diretos do governo às fazendas diminuam quase 16% em relação ao ano passado. As receitas em dinheiro também são devem cair, de acordo com as estimativas, enquanto os gastos totais de produção devem aumentar 3,8%.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Açúcar é pressionado por queda da produção na Tailândia, 3º maior fornecedor mundial

Bunge diz que lucro deve perder força depois de ganhos impulsionados pelo Brasil