Depois de pedir pausa em pesquisas, Musk quer lançar seu próprio ChatGPT

Fundador da Tesla confirmou os planos para criar uma “terceira opção” na corrida da Inteligência Artificial Generativa, para concorrer com OpenIA/Microsoft e Google

Musk quer criar uma "terceira opção" na corrida pela IA e disse estar preocupado com o fato de que os chatbots se tornaram politicamente corretos demais.
Por Aisha Counts
18 de Abril, 2023 | 07:45 AM

Leia esta notícia em

Bloomberg — Depois de pedir uma pausa no desenvolvimento da Inteligência Artificial (IA) generativa no mês passado, junto com milhares de signatários, Elon Musk disse que deseja criar uma “terceira opção” na corrida entre o ChatGPT da OpenAI, apoiado pela Microsoft (MSFT), e o DeepMind do Google/Alphabet (GOOG).

LEIA +
Musk, Wozniak e líderes tech pedem pausa em IA e sistemas como ChatGPT

O fundador e CEO da Tesla (TSLA) e dono do Twitter confirmou em uma entrevista com Tucker Carlson que ele pretende se envolver na corrida de inteligência artificial deflagrada pelo chatbot inteligente do OpenAI.

Enxergando a Microsoft e o Google como “os dois pesos pesados” na atual liderança dessa disputa, Musk afirmou que ele “criaria uma terceira opção”. Mas não ofereceu detalhes sobre o sistema avançado de IA que tentará desenvolver.

Em março, Musk constituiu uma nova empresa de inteligência artificial chamada X.AI no estado de Nevada, de acordo com os registros estaduais.

PUBLICIDADE

Nesse mesmo mês, ele também assinou uma carta aberta, junto com centenas de outros especialistas em tecnologia, pedindo uma pausa de seis meses no desenvolvimento e treinamento de modelos avançados de IA. Musk tem sido muito crítico em relação a outras startups de IA, como o OpenAI, em que ele esteve envolvido na fundação.

A nova empresa da IA poderia ser parte de seus planos de criar uma holding chamada X. Musk fundiu o Twitter em uma empresa chamada X Corp. e em outra entrevista recente exortou os ouvintes a “ficar sintonizados” para mais informações. Ele também confirmou uma reportagem anterior de que a avaliação do Twitter foi cortada desde sua aquisição no ano passado.

LEIA +
Inspiração em Eike? Elon Musk promove fusão do Twitter e sugere uma holding X

“Acabamos de reavaliar a empresa para menos da metade do preço de aquisição”, disse ele a Carlson. Musk comprou o Twitter em outubro de 2022 em um negócio de US$ 44 bilhões, tornando-a uma empresa de capital privado, e o site The Information disse recentemente que ele havia oferecido aos funcionários do Twitter novos prêmios de ações, avaliando a empresa em US$ 20 bilhões.

PUBLICIDADE

Durante a entrevista de segunda-feira, Musk expressou preocupação com o controle e influência da Microsoft sobre o OpenAI e com a transição da empresa para deixar de ser uma operação sem fins lucrativos.

LEIA +
CEO do Google adverte contra a pressa para implantar IA sem supervisão

Ele também disse que estava preocupado com o fato de que os chatbots tinham se tornado politicamente corretos demais e que sua empresa de AI iria se concentrar na verdade e tentar “entender a natureza do universo”.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

Pausar pesquisa em IA só beneficiaria a China, diz Eric Schmidt, ex-CEO do Google

Este especialista do Vale do Silício alerta para os riscos da onda de IA