Carro da Tesla já custa menos que a média de um veículo zero quilômetro nos EUA

Enquanto a montadora de veículos elétricos cortou o preço do Model 3 para US$ 42,9 mil, o valor médio de um carro novo nos EUA subiu para US$ 47,9 mil

O Tesla nunca esteve tão barato.
Por Tom Randall
21 de Fevereiro, 2023 | 05:04 PM

Bloomberg — Nunca foi tão barato comprar um carro da Tesla (TSLA). Depois de reduções de preços no mês passado, o sedan Modelo 3 da Tesla agora é vendido por um valor US$ 4.930 menor do que a média dos veículos zero quilômetro comercializados nos EUA. Esse é o preço mais barato que a Tesla já teve em relação à média do mercado dos EUA, de acordo com uma nova análise da Bloomberg.

LEIA +
Carro zero quilômetro vira sonho distante para a classe média após alta de preço

A tendência é semelhante para o Modelo Y, um SUV (veículo utilitário esportivo) e o carro mais caro da Tesla. Ele começou o ano com uma queda de preço de US$ 13 mil. Mesmo antes desses cortes, era o terceiro SUV mais vendido nos Estados Unidos no ano passado, depois do Toyota RAV4 e do Honda CR-V.

A Tesla subiu um pouco os preços do Modelo Y depois de esgotar os slots na linha de produção pelo menos até o primeiro trimestre nos EUA.

Os primeiros cortes de preços da Tesla, em 12 de janeiro, foram abruptos e repentinos, e continuam a reverberar no mercado automotivo. A Ford reduziu os preços do Mustang Mach-E elétrico. O Lucid Group ofereceu descontos de US$ 7.500.

PUBLICIDADE

A General Motors planeja lançar versões elétricas de seus SUVs Chevrolet Blazer e Equinox ainda este ano, bem no meio da primeira guerra de preços de veículos elétricos da América. Como disse Adam Jonas, analista do Morgan Stanley, “o mercado de veículos elétricos pode estar entrando na fase de ‘abalo’”.

Ao mesmo tempo, os preços dos carros movidos a gasolina foram na direção oposta. O custo médio de um veículo novo aumentou mais de US$ 10 mil desde o início da pandemia, para US$ 47.920 em janeiro. Isso foi impulsionado pela escassez de semicondutores, inflação de matérias-primas e decisões deliberadas dos fabricantes de manter os estoques baixos e os preços altos enquanto gastam pesadamente no desenvolvimento de carros elétricos.

Depois de mais dois cortes nos preços do Modelo 3, o veículo mais barato da Tesla começa em US$ 42.990. Isso não inclui um crédito fiscal de US$ 7.500 nos EUA para veículos elétricos que entrou em vigor em janeiro, o que reduziria o preço para US$ 35.500 para aqueles que se qualificam - valor quase US$ 12.500 menor do que o preço médio pago por um veículo novo nos EUA.

PUBLICIDADE

Uma questão de paridade de preços

Durante anos, os investidores automotivos apostaram em quando os carros elétricos atingiriam a paridade de preço com seus equivalentes com motores a combustão.

É difícil determinar exatamente quando essa linha de chegada é alcançada, já que depende de quais tipos de carros estão sendo comparados e se a economia de combustível é levada em consideração.

Mas não importa como se meça, o Modelo 3 claramente cruzou a linha. O preço inicial de etiqueta, sem créditos ou economia de combustível, agora fica US$ 800 abaixo do BMW Série 3 mais barato, um de seus concorrentes mais próximos.

Para uma comparação ainda mais rígida, verifique o custo de um aluguel de três anos. O Modelo 3 agora tem quase exatamente o mesmo pagamento mensal que um Toyota Camry LE básico, quando estruturado com termos de financiamento semelhantes.

Os preços em constante mudança de Elon Musk são únicos no mundo automobilístico, e ele poderia facilmente reverter o curso em vez de continuar a baixá-los. Mas a Tesla está aumentando a produção em suas novas fábricas em Austin, Texas, e perto de Berlim, e expandindo a capacidade em Xangai. Se a demanda não acompanhar, mais cortes de preços podem ser necessários para atrair novos compradores.

Por outro lado, a Bloomberg informou que a Tesla está reformulando suas linhas de produção do Modelo 3. A última vez que algo assim aconteceu, quando a Tesla atualizou os interiores sofisticados do Modelo S e do Modelo X em janeiro de 2021, os preços também caíram para mínimos recordes em relação à média dos EUA. Imediatamente após essas atualizações, a Tesla aumentou os preços em 12% a 15% e continuou aumentando nos 18 meses seguintes.

Veja mais em Bloomberg.com

PUBLICIDADE

Leia também

Turismo cresce no mundo mesmo com os preços de passagens e hotéis nas alturas