Cathie Wood aproveita maior baixa em dois anos para comprar ações da Tesla

Ações da fabricante de veículos elétricos afundaram 12% na terça-feira (3) após empresa não atingir as estimativas de entregas trimestrais

O período de outubro a dezembro marcou o primeiro trimestre em sete em que a Ark comprou ações da montadora de veículos elétricos
Por Abhishek Vishnoi
04 de Janeiro, 2023 | 08:37 AM

Bloomberg — Cathie Wood comprou ações da Tesla (TSLA) no dia de sua maior queda desde setembro de 2020, reafirmando sua convicção na fabricante de veículos elétricos que muitos outros investidores estão abandonando.

Os fundos apoiados pela gestora de Wood, a Ark Investment Management, compraram mais de 176.000 ações da montadora no primeiro pregão dos Estados Unidos deste ano, de acordo com dados diários da Ark.

As compras ocorreram quando as ações da Tesla despencaram 12% na terça (3) depois que a empresa não atingiu as estimativas de entregas trimestrais, apesar de oferecer grandes descontos.

Os fundos de índice negociados em bolsa (ETFs, na sigla em inglês) de Wood adquiriram pouco mais de 938.000 ações da fabricante de veículos elétricos desde 3 de outubro, quando iniciaram sua última sequência de compras, de acordo com dados comerciais da Ark compilados pela Bloomberg News.

PUBLICIDADE

O período de outubro a dezembro marcou o primeiro trimestre em sete em que a Ark comprou ações da Tesla.

Nesta quarta-feira (4), antes da abertura dos mercados, as ações da Tesla apresentaram ganhos de até 2,2% em Nova York.

A queda de terça-feira (3) seguiu a baixa de 65% da Tesla no ano passado em meio a preocupações como o aumento das taxas de juros e inflação pesando na demanda de EV, concorrência crescente, problemas na cadeia de suprimentos e a aquisição do Twitter pelo CEO Elon Musk.

PUBLICIDADE

Mais de US$ 25 bilhões em ações da Tesla mudaram de mãos na terça-feira, o maior entre todos os membros do índice S&P 500 e quase tanto quanto o valor combinado da Apple (AAPL), Microsoft (MSFT) e Amazon (AMZN).

A falha nas entregas do terceiro trimestre consecutivo da Tesla levou vários analistas a reduzir seus preços-alvopara as ações, derrubando a previsão média de 12 meses de Wall Street para a menor desde outubro de 2021. Ainda assim, o preço-alvo de consenso implica que as ações devem mais do que dobrar nos próximos ano.

Medidas históricas do Federal Reserve dos EUA e temores de uma recessão global prejudicaram as ações de crescimento que compõem a maioria das participações da Ark. O principal ETF ARK Innovation da Wood caiu 2,5% na terça-feira (3), somando-se ao declínio de 67% do ano passado.

Veja mais em Bloomberg.com

Leia também

As ações preferidas de 12 bancos e corretoras para o começo do ano

Petrobras cai 30% e descola de petrolíferas globais desde a eleição de Lula