PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Internacional

Papéis de tech e outras 4 coisas que você precisa saber para começar o dia

Veja os assuntos que devem marcar o sentimento dos mercados ao redor do mundo nesta quinta-feira (26)

Apple está pedindo aos fornecedores que montem cerca de 220 milhões de iPhones este ano
Por Nour Al Ali
26 de Maio, 2022 | 08:34 am
Tempo de leitura: 2 minutos

Bloomberg — Queda das ações de tecnologia, ata do Fed e oferta de Musk pelo Twitter.

PUBLICIDADE

1. Aviso da tecnologia

A Apple (AAPL) está começando a ser vista como um exemplo dos problemas enfrentados por muitas empresas em uma economia de alta inflação e baixo crescimento. Em um comunicado divulgado ontem, a empresa disse que estava aumentando a remuneração dos trabalhadores em 10% ou mais devido ao aumento da inflação e ao mercado de trabalho permanecendo apertado. Já agora de manhã, a notícia é que a empresa está pedindo aos fornecedores que montem cerca de 220 milhões de iPhones este ano, em linha com o total de 2021, mas bem abaixo das expectativas dos analistas de 240 milhões de unidades. Um relatório da Nvidia (NVDA) alertou que os problemas da cadeia de suprimentos, as políticas anti-Covid da China e até a guerra na Ucrânia estão pesando em suas perspectivas. As ações da Apple caíam antes da abertura do mercado, enquanto as ações da Nvidia recuavam mais de 5%. Outros fabricantes de chips também estavam sob pressão antes da abertura.

2. Ata do Fed

O Federal Reserve revisou para cima a previsão de seu indicador de inflação preferido, o índice de gastos com consumo pessoal, para 4,3% neste ano, antes de desacelerar para 2,5% no próximo ano. Os membros do comitê de política monetária não estão muito preocupados com o crescimento econômico e esperam que ele “siga em um ritmo sólido pelo resto do ano”. Desde a reunião do Fed no início deste mês, os dados econômicos deram um passo para trás e o presidente do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, sugeriu que pode fazer sentido pausar os aumentos das taxas em setembro.

PUBLICIDADE

3. Oferta de Musk

As ações do Twitter (TWTR) subiam nas negociações de pré-mercado depois que Elon Musk abandonou os planos de financiar parcialmente sua compra da rede social com um empréstimo de margem vinculado à sua participação na Tesla (TSLA) e aumentou o tamanho do capital componente do acordo para US$ 33,5 bilhões. A nova estrutura pode reduzir o risco do negócio para Musk e seus credores, principalmente devido à recente queda no preço das ações da Tesla. A montadora de carros elétricos caiu cerca de 40% desde que Musk anunciou seu envolvimento no Twitter no início de abril.

4. Ações mistas

As ações operavam mistas e os títulos americanos subiam nesta manhã com base na demanda de porto seguro, enquanto os operadores avaliavam a última ata de política monetária do Federal Reserve contra o pano de fundo dos riscos de crescimento da China e a perspectiva dovish da Apple. Os futuros do S&P 500 e do Nasdaq 100 oscilavam entre ganhos e perdas. O rendimento do título do Tesouro de 10 anos caía 2 pontos base para 2,7237% às 7h30, horário de Brasília. Entre as criptomoedas, o ether caía mais de 7% para o nível de US$ 1.800.

5. Também hoje...

Para hoje temos muitos dados econômicos. Os destaques incluem uma segunda olhada no PIB dos EUA do primeiro trimestre, juntamente com pedidos semanais de seguro-desemprego às 9h30.

--Com a colaboração de Lorcan Connolly, Eddie van der Walt e Michael Read