PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Mercados

S&P 500 recua com tombo das redes sociais e procura por ações defensivas

Ações americanas reduziam as perdas em meio a ganhos de empresas de caráter defensivo

Os papéis da Snap caíam mais de 40%, liderando perdas em empresas que dependem de publicidade digital
Por Abigail Moisés
24 de Maio, 2022 | 03:42 pm
Tempo de leitura: 1 minuto

Bloomberg — As ações americanas reduziam as perdas em meio a ganhos de empresas de caráter defensivo, com o alerta com o lucro da Snap (SNAP) pesando obre as ações de tecnologia.

PUBLICIDADE

O S&P 500 saiu das mínimas da sessão, liderado por uma recuperação em setores como serviços públicos e produtos básicos de consumo. O Nasdaq 100, com mais ações de tecnologia, caía com força. Os papéis da Snap caíam mais de 40%, liderando perdas em empresas que dependem de publicidade digital. As construtoras caíram após um relatório decepcionante sobre as vendas de novas casas nos EUA.

Enquanto isso, os títulos do Tesouro subiam à medida que os investidores buscavam ativos de refúgio, enquanto diminuíam o ritmo esperado de aumentos do Federal Reserve. O rendimento de dois anos caiu 16 pontos base para 2,46%. Operadores do mercado monetário precificaram cerca de 135 pontos-base de aumentos nas taxas nas próximas três reuniões de política do banco central, abaixo dos cerca de 141 pontos-base no fechamento de segunda-feira.

PUBLICIDADE

“O mercado está mudando seu foco – e tem estado no último mês – de preocupações com inflação para preocupações com crescimento”, disse Ellen Hazen, estrategista-chefe de mercado da FL Putnam.

O presidente do Fed Bank de Atlanta, Raphael Bostic, que é um dos formuladores de políticas dovish do banco central, instou seus colegas a proceder com cuidado. O Fed elevou as taxas de juros em 50 pontos-base no início deste mês e o presidente Jerome Powell sinalizou que estava a caminho de fazer movimentos de tamanho semelhante em suas reuniões em junho e julho.

Alguns dos principais movimentos nos mercados:

Ações

  • O S&P 500 caía 1,3% às 14h55, horário de Brasília
  • O Nasdaq 100 recuava 2,4%
  • O Dow Jones Industrial Average caía 0,4%
  • O índice MSCI World tinha queda de 1,2%

Moedas

  • O Bloomberg Dollar Spot Index caía 0,2%
  • O euro recuava 0,3%, para US$ 1,0728
  • A libra britânica caía 0,4%, para US$ 1,2538
  • O iene japonês subia 0,9% para 126,75 por dólar

Títulos

  • O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos caía 10 pontos base para 2,75%
  • O rendimento de 10 anos da Alemanha recuava cinco pontos base para 0,97%
  • O rendimento de 10 anos do Reino Unido caía oito pontos base para 1,89%

Commodities

  • O petróleo bruto West Texas Intermediate caía 0,5%, para US$ 109,74 o barril
  • Futuros de ouro subiam 0,8%, para US$ 1.869,20 a onça

--Com a colaboração de Andreea Papuc, Robert Brand, Vildana Hajric e Isabelle Lee